segunda-feira, 30 de maio de 2016

Antes que o inverno chegue, cuide dos pés para curtir com saúde a estação dos sapatos fechados

No inverno, por conta dos sapatos fechados, de salto alto e bico fino, homens e mulheres tendem a sofrer mais incômodos com os pés, que podem acumular mais bactérias

Fechados e algumas vezes apertados dentro de um belo par de botas de salto, ou mesmo em um tênis quentinho, os pés merecem atenção especial no inverno quando fungos e bactérias aproveitam-se do ambiente propício (quente e úmido) para proliferar e causar doenças.


Tatiany Kermessi - podóloga Doctor Feet
Após o final do verão, estação em que os pés ficam mais à mostra e que por isso recebem mais cuidados, é até normal que as pessoas esqueçam de cuidar dos pés quando a temperatura cai, porque eles ficam escondidos em calçados fechados. Porém, é aí que mora o perigo, conforme comenta a podóloga Tatiany Kermessi, da rede de podologia da Doctor Feet – franquia de serviços e produtos de tratamentos para os pés.  

No ambiente úmido e quente, proporcionado pelas meias quentes, os pés suam mais e se formam verdadeiras estufas para que bactérias e fungos se proliferem, causando doenças e mau cheiro.  Para evitar micoses, o ideal é fazer a assepsia (limpeza) com loções e cremes específicos sem esquecer, claro, de sempre secar muito bem os pés e entre os dedos após o banho. “Outro cuidado que precisamos ter é com relação à higienização dos calçados e o uso de meias de algodão que absorvem a transpiração”, lembra Tatiany.

Outro problema enfrentado é a unha encravada causada pelo corte inadequado dos cantos – problema que se agrava com o uso de sapatos mais apertados no inverno. “É possível corrigir a unha encravada com a utilização de aparelhos fabricados em fibra molecular ou órtese elastodôntica”, informa Tatiany. O equipamento é colocado por cima da unha, com o objetivo de acertar seu crescimento. O tratamento dura, em média, de dois a três meses. 

É no inverno também, que os calos costumam incomodar ainda mais. Duros, sensíveis ao toque e arredondados, eles se desenvolvem nas saliências ósseas da parte de cima dos dedos dando ao pé aspecto descuidado. “Nesses casos, é importante que as pessoas procurem atendimento especializado e não tentem tirar os calos em casa de maneira inadequada”, finaliza a podóloga.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Franquias de serviços são as últimas a entrarem na crise

Sem necessidade de espaços para estoque, compras contínuas e serviços muitas vezes considerados essenciais, essas franquias são as que mais crescem em época de crise
 


Além do setor de serviços ser o que mais tem gerado empregos em meio à crise, as franquias de serviços também têm sido as que mais faturam e também as mais procuradas na hora de investir num novo negócio. Com custos mais baixos, já que os imóveis não precisam ter um espaço extra para estoques e oferecendo serviços muitas vezes essenciais ao dia a dia e não produtos muitas vezes considerados supérfluos em épocas de crise, essas franquias oferecem mais segurança e retorno mais rápido.

Franquias de produtos, como roupas, cosméticos, sapatos, chocolates e bebidas, por exemplo, vão para uma lista que não é prioridade do consumidor quando a ordem é contar os gastos. Além disso, os franqueados precisam investir em compras constantes, porque precisam de diversidade e quantidade, muitas vezes deixando o estoque “encalhado”.

Algumas franquias de serviços já perceberam esses diferenciais e contabilizam sucesso mesmo em momento de recessão da Economia. É o caso, por exemplo, da Ortodontic Center, maior rede de clínicas odontológicas do país. O número de franqueados cresce a cada ano e com alto índice de retorno e sucesso e o fato de não precisar estocar produtos reduz o investimento e possíveis perdas. Em 2015, foram 47 franquias comercializadas e 55 inauguradas. Com isso, a Ortodontic Center, que contabilizou um faturamento de R$ 81,5 milhões em 2014, apresentou um crescimento de 16% no ano passado. Segundo Fernando Massi, a empresa está ainda mais confiante para 2016. “Este ano, além das 47 unidades já comercializadas que iremos inaugurar, pretendemos vender mais  28 novas franquias e aumentar nosso faturamento em 59%”, explica.

Uma outra franquia de serviços que está lucrando com a crise é a consultoria em redução de custos para empresas: a ERA – Expense Reduction Analysts. A rede aumentou em 25% o número de pedidos de clientes nos últimos meses. A demanda cresce porque os empresários começam a se dar conta que é necessário rever seus processos e fechar todos os “ralos” possíveis de desperdício de dinheiro. A ERA prega um consumo consciente e inteligente de recursos e organiza planos de redução de custos baseado nisso. Em um dos cases reduziu R$1milhão em cafezinho e passagens áreas em uma empresa. 


terça-feira, 17 de maio de 2016

Mr Kids tem 85 pontos comerciais negociados e já aprovados no Rio de Janeiro para novos franqueados

Microfranquia tem contratos com as maiores redes de hipermercados em todo o Brasil para instalação imediata das máquinas de doces e brinquedos


A microfranquia de máquinas de brinquedos e doces Mr Kids tem 85 pontos disponíveis no Rio de Janeiro para quem deseja abrir uma franquia. São 22 cidades cariocas com pontos já negociados pela franqueadora em hipermercados como o Carrefour, Wallmart, Extra, Socicam, Assaí e Aeroportos. A negociação permite que os franqueados possam ter disponibilidade praticamente imediata para a instalação das máquinas de doces e brinquedos, logo depois da assinatura do contrato de franquia. Em todo o Brasil, são mais de 800 pontos disponíveis.

Para facilitar a compra da franquia e atrair mais candidatos, a franqueadora também está facilitando o pagamento, mesmo com um investimento considerado baixo, que é de R$ 18,5 mil. “Essa iniciativa é para que os nossos novos franqueados ganhem fôlego nos primeiros meses do negócio, já que a maioria de nossos candidatos são pessoas que estão ávidas por um novo negócio, principalmente com a atual conjuntura que todo brasileiro está vivendo. Cobramos a Taxa de Franquia à vista, que é de R$ 8 mil e o restante após o recebimento da ficha de pré-qualificação e análise de crédito. O franqueado poderá pagar o restante em até 5 vezes no boleto ou em 6 vezes no cartão”, explica Antonio Chiarizzi, fundador da Mr. Kids.

O Mr. Kids possui 115 franquias e 6.200 máquinas espalhadas por diversos pontos de venda. No ano passado, a rede faturou R$ 3,2 milhões e a meta para 2016 é a venda de 50 novas franquias e um crescimento de 40%.

Mr. Kids – Ficha Técnica
Investimento Total: R$ 18,5 mil
Taxa de Franquia: R$ 8 mil
Taxa de Royalties: não cobra
Taxa de Propaganda: não cobra
Faturamento médio mensal: de R$ 1.600,00 a R$ 30 mil
Lucratividade: de 35 a 40%
Número de Funcionários: 0
Retorno do Investimento: 15 a 18 meses
Prazo do contrato: 3 anos
Contato da Franqueadora: franquia@mrkids.com.br ou 11 5058-2111

Mr Kids tem 10 pontos comerciais negociados e já aprovados no Rio Grande do Norte para novos franqueados


Microfranquia tem contratos com as maiores redes de hipermercados em todo o Brasil para instalação imediata das máquinas de doces e brinquedos

A microfranquia de máquinas de brinquedos e doces Mr Kids tem 10 pontos disponíveis no Rio Grande do Norte para quem deseja abrir uma franquia. São 3 cidades com pontos já negociados pela franqueadora em hipermercados como o Carrefour,Hiper Bompreço,Super Bompreço,Extra, Socicam e Assaí. A negociação permite que os franqueados possam ter disponibilidade praticamente imediata para a instalação das máquinas de doces e brinquedos, logo depois da assinatura do contrato de franquia. Em todo o Brasil, são mais de 800 pontos disponíveis.

Para facilitar a compra da franquia e atrair mais candidatos, a franqueadora também está facilitando o pagamento, mesmo com um investimento considerado baixo, que é de R$ 18,5 mil. “Essa iniciativa é para que os nossos novos franqueados ganhem fôlego nos primeiros meses do negócio, já que a maioria de nossos candidatos são pessoas que estão ávidas por um novo negócio, principalmente com a atual conjuntura que todo brasileiro está vivendo. Cobramos a Taxa de Franquia à vista, que é de R$ 8 mil e o restante após o recebimento da ficha de pré-qualificação e análise de crédito. O franqueado poderá pagar o restante em até 5 vezes no boleto ou em 6 vezes no cartão”, explica Antonio Chiarizzi, fundador da Mr. Kids.

O Mr. Kids possui 115 franquias e 6.200 máquinas espalhadas por diversos pontos de venda. No ano passado, a rede faturou R$ 3,2 milhões e a meta para 2016 é a venda de 50 novas franquias e um crescimento de 40%.

Mr. Kids – Ficha Técnica
Investimento Total: R$ 18,5 mil
Taxa de Franquia: R$ 8 mil
Taxa de Royalties: não cobra
Taxa de Propaganda: não cobra
Faturamento médio mensal: de R$ 1.600,00 a R$ 30 mil
Lucratividade: de 35 a 40%
Número de Funcionários: 0
Retorno do Investimento: 15 a 18 meses
Prazo do contrato: 3 anos
Contato da Franqueadora: franquia@mrkids.com.br ou 11 5058-2111



quinta-feira, 12 de maio de 2016

Franquias tiram trabalhadores da informalidade

Muitos profissionais que trabalhavam como autônomos sem carteira assinada, encontram nas redes de franquias a oportunidade da estabilidade no emprego


Profissionais autônomos de várias áreas têm saído da informalidade com as franquias. A pesquisa da consultoria Rizzo Franchise aponta que, só no ano passado, mais de 103 mil novas vagas de emprego foram abertas pelas franquias – um crescimento de 4,4% em relação a 2014. Hoje, em todo o Brasil, todas as franquias juntas geram mais de 2,4 milhões de empregos estáveis.

Ana Claudia Pereira Salviato é podóloga há 7 anos, mas sempre trabalhou como manicure e pedicure em salões de beleza, onde era comissionada ou atendendo nas casas de clientes, onde era paga pelos seus serviços de maneira autônoma. Mas foi na franquia Doctor Feet, de cuidados preventivos e corretivos para os pés, que ela encontrou a estabilidade que tanto almejava. “Sou registrada e hoje me sinto muito mais segura com os benefícios que o sistema de CLT proporciona. Na minha profissão é muito difícil ser contratada desta forma, a maioria não tem um salário fixo”, comenta ela.

Na rede de franquias de pizzarias delivery Dídio Pizza, o mesmo acontece com a contratação dos entregadores motorizados. A maioria ou fazia bicos ou trabalhava em empresas de motoboys, mas assim que são aprovados e treinados pela franqueadora, passam a ter carteira assinada e uma série de benefícios. É o caso de Carlos Olegário, entregador de pizzas, que comprou uma moto e começou a procurar trabalho como motoboy. Na primeira pizzaria em que conseguiu emprego não foi registrado. “Eles sempre diziam que iriam nos registrar, mas isso nunca aconteceu”, conta. E assim foi por mais quatro pizzarias em diferentes bairros de São Paulo. “Em Uma delas, nem o RG me pediram. Vi um anúncio em que uma pizzaria na Liberdade buscava entregadores e fui lá para me oferecer. Chegando lá nem documento me pediram! Só perguntaram se eu sabia usar a máquina de cartão de crédito e débito e disseram que eu podia começar. Trabalhava das 18h às 2am todos os dias”, explica. Desde fevereiro deste ano, Carlos trabalha na Dídio Pizza e afirma que sua vida mudou: “fui contratado, mas iniciei o trabalho somente após apresentar todos meus documentos, comprovante de pontuação na habilitação, documentação da minha moto, exame médico admissional e receber o regulamento interno da empresa com todas as regras, o que é ou não permitido e, em seguida, recebi todo treinamento e orientações para saber como me portar no trânsito e com os clientes. Além da carteira assinada, temos plano de saúde, seguro de vida e escala de trabalho organizada com folgas. Estou feliz demais!”, comemora.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Oportunidade de franquia com investimento zero no ponto comercial e instalações

Ortodontic Center faz operação chave na mão para viabilizar o investimento para novos franqueados
 


Com 150 unidades em operação, a Ortodontic Center está oferecendo um negócio totalmente pronto para quem deseja investir numa franquia, mas não possui capital necessário para o ponto comercial (aluguel, reformas e instalações),  itens que normalmente correspondem a 80% do investimento.

A reformulação da franquia, que diminuiu o investimento de R$ 500 mil para R$ 71 mil consiste na entrada de investidores imobiliários, que custearão toda a montagem da loja para que os franqueados, logo após o treinamento, possam receber a chave da franquia nas mãos, já com funcionários, para começarem a trabalhar. O valor de R$ 71 mil é dividido em: R$ 65 mil de Taxa de Franquia e R$ 6 mil para o material inicial.

Uma outra grande vantagem de uma operação “Chave na Mão” está no tempo que se leva para montar cada nova unidade. Se antes esse período de montagem podia chegar em até 180 dias, hoje todo o processo é efetuado em 35 dias. O tamanho das clínicas também foi reajustado para garantir menores despesas com o imóvel e maior produtividade para os franqueados. As lojas, que antes possuíam até 600m², hoje têm  100 m² distribuídos em recepção, 4 cadeiras de dentistas, sala de fechamento de contrato e escritório.  Tudo isso garantindo pelo menos 100 novos contratos fechados para os franqueados todos os meses em cada unidade.

Como a franquia não necessita de profissionais dentistas no comando da operação, a oportunidade de negócio está aberta para todos os que desejam ganhar dinheiro com a área da saúde bucal, já que somente 5% de toda a população procura um dentista regularmente. “Todo o restante da população é alvo nosso para a colocação de aparelhos ortodônticos e isso nos dá um grande mercado pela frente”, afirma Fernando Massi, um dos sócios da Ortodontic Center.

Em 2015,, foram 47 franquias comercializadas e 55 inauguradas. Com isso, a Ortodontic Center, que contabilizou um faturamento de R$ 81,5 milhões em 2014, apresentou um crescimento de 16% em 2015. Segundo Fernando Massi, a empresa está ainda mais confiante para 2016. “Este ano, além das 47 unidades já comercializadas que iremos inaugurar, pretendemos vender mais  28 novas franquias e aumentar nosso faturamento em 59%”, explica.



Ortodontic Center - Ficha Técnica:
Investimento total: R$ 71 mil
Taxa de Franquia: R$ 65 mil
Capital de Giro: R$ 120 mil
Taxa de Royalties: 10% sobre o faturamento bruto
Taxa de Propaganda: 2% sobre o faturamento bruto
Faturamento médio mensal: R$ 200 mil
Ticket Médio: R$ 80,00
Lucratividade: 20%
Metragem: 100m²
Número de funcionários: 5 contratados e 2 dentistas profissionais liberais
Prazo de Contrato: 10 anos

Outer Shoes inaugura segunda unidade em Brasília

Rede carioca de calçados abre mais uma unidade no Distrito Federal e oferece mais uma opção para quem gosta dos modelos diferentes e ultra confortáveis

O Terraço, tradicional shopping de Brasília, foi o ponto escolhido para a segunda loja da Outer Shoes na cidade. Inaugurada há poucos dias, a loja traz toda a linha de calçados com conceito alternativo e confortáveis. 

Os jovens Hugo Barros, 30 anos, e seu sócio Caio Barros, de 28, são irmãos e proprietários das duas unidades da Outer Shoes em Brasília. Apaixonados pela marca desde que conheceram em uma viagem para o Rio de Janeiro, o até então publicitário e Administrador, sonhavam em ter um negócio próprio. “Quando tomamos a decisão de investir em uma franquia, escolhemos a Outer Shoes porque a identificação com a loja, operação e o conceito do negócio foi imediato. Nos vimos sendo proprietários daquele negócio e tudo deu tão certo que já investimos em uma segunda unidade”, comenta Hugo.

Sobre a Outer Shoes
Com lojas sofisticadas, porém com elementos simples e da natureza que remetem ao conceito de um “jardim urbano”, a Outer Shoes está se posicionando como uma franquia sem concorrência no mercado e que tem atraído muitos candidatos que desejam ter o próprio negócio, mas querem fugir do lugar comum, faturando com um público de classes A e B exigente e que não abre mão do bom gosto pessoal e do conforto, sem ter que seguir a moda preestabelecida pelas tendências mundiais. Hoje a Outer conta com 22 lojas no Brasil.

TERRAÇO SHOPPING
ENTREQUADRA AOS 02/08, LOTE 05, LOJA 105, BRASÍLIA - DF
TELEFONE 61 3547-47



segunda-feira, 9 de maio de 2016

Lojas de conveniência são agora o “socorro imediato” de quem precisa de acessórios de qualidade para o celular

I2GO acaba de fechar parceria com AMPM, Shell Select e BR Mania para a venda de displays da marca de acessórios para celulares e tablets


Daniel Doho e Marcelo Castro
Novos 3.700 pontos de venda. Esse é o incremento que a i2GO – marca de acessórios essenciais para celulares – deve conquistar ao firmar parceria com as principais redes de lojas de conveniência do país: AMPM, Shell Select e BR Mania.  A expectativa é de que o acordo renda R$ 9 milhões a mais no faturamento até dezembro para a start-up paulistana especializada em acessórios para celulares e tablets.

A partir deste mês, além de todos os pontos de venda onde a marca já está presente, como supermercados, padarias, livrarias e outros, todos os pontos de venda das redes de conveniência devem vender os displays de acrílico recheados com cabos, carregadores, fones de ouvido, baterias externas e o mais novo lançamento da i2GO, o Smart Pocket - um bolsinho de silicone que transforma o celular em uma carteira e promete ser febre entre os acessórios.  A comercialização desses novos produtos no mix das lojas tem ajudado muitos lojistas a crescerem seu faturamento mesmo em um momento de crise, pois as vendas geradas pelos novos produtos são incrementais, cerca de R$ 1.500,00 a 2.000,00 ao mês.

“Já começamos a distribuição dos produtos nos novos pontos de venda e até o momento, 1.700 deles já foram abastecidos. Essa é uma parceria que nos orgulha muito ter fechado porque vamos, com folga, superar os R$ 20 milhões de faturamento iniciais que prevíamos em 2016”, comemora Marcelo Castro, sócio da i2GO.

Até o mês de abril deste ano, a i2GO já faturou o equivalente a 40% da meta anual de R$ 20 milhões. Em 2015, foram R$ 12 milhões movimentados pela empresa, que possui apenas um pouco mais de três anos de mercado.  A i2GO nasceu da percepção de mercado dos amigos Marcelo Castro e Daniel Doho, que viram nos acessórios essenciais para celulares um nicho importante para ser explorado no Brasil. Até o momento, todos os acessórios que não são originais levam a fama de “falsos”, “do Paraguai” ou mesmo “da 25 de março” no imaginário do consumidor. O desafio da i2GO é provar que se pode trabalhar com bons produtos, licenciados pelas grandes marcas como a Apple, porém manter preços competitivos que variam entre R$ 19,90 a R$ 69,90.

  Para visualizar melhor os produtos e displays da i2GO, acesse o vídeo:
 https://www.youtube.com/watch?v=WpYSGIuk5Js&feature=youtu.be



Mr Kids tem 60 pontos comerciais negociados e já aprovados no Paraná para novos franqueados

Microfranquia tem contratos com as maiores redes de hipermercados em todo o Brasil para instalação imediata das máquinas de doces e brinquedos


A microfranquia de máquinas de brinquedos e doces Mr Kids tem 60 pontos disponíveis no Paraná para quem deseja abrir uma franquia. São 15 cidades paranaenses com pontos já negociados pela franqueadora em hipermercados como o Wall Mart, Extra, Carrefour, Assaí, Shoppings e Aeroportos. A negociação permite que os franqueados possam ter disponibilidade praticamente imediata para a instalação das máquinas de doces e brinquedos, logo depois da assinatura do contrato de franquia. Em todo o Brasil, são mais de 800 pontos disponíveis.

Para facilitar a compra da franquia e atrair mais candidatos, a franqueadora também está facilitando o pagamento, mesmo com um investimento considerado baixo, que é de R$ 18,5 mil. “Essa iniciativa é para que os nossos novos franqueados ganhem fôlego nos primeiros meses do negócio, já que a maioria de nossos candidatos são pessoas que estão ávidas por um novo negócio, principalmente com a atual conjuntura que todo brasileiro está vivendo. Cobramos a Taxa de Franquia à vista, que é de R$ 8 mil e o restante após o recebimento da ficha de pré-qualificação e análise de crédito. O franqueado poderá pagar o restante em até 5 vezes no boleto ou em 6 vezes no cartão”, explica Antonio Chiarizzi, fundador da Mr. Kids.

O Mr. Kids possui 115 franquias e 6.200 máquinas espalhadas por diversos pontos de venda. No ano passado, a rede faturou R$ 3,2 milhões e a meta para 2016 é a venda de 50 novas franquias e um crescimento de 40%.

Mr. Kids – Ficha Técnica
Investimento Total: R$ 18,5 mil
Taxa de Franquia: R$ 8 mil
Taxa de Royalties: não cobra
Taxa de Propaganda: não cobra
Faturamento médio mensal: de R$ 1.600,00 a R$ 30 mil ou mais
Lucratividade: de 35 a 40%
Número de Funcionários: 0
Retorno do Investimento: 15 a 18 meses
Prazo do contrato: 3 anos
Contato da Franqueadora: franquia@mrkids.com.br ou 11 5058-2111

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Pizza de Suspiro de Limão é a novidade da Dídio Pizza para o mês das mães



Catupiry cria creme de doce de limão exclusivo para parceria com a rede Dídio Pizza

A DÍDIO PIZZA – tradicional rede de franquias de pizzarias delivery – acaba de lançar a Pizza que promete ser a grande sensação das sobremesas do mês de maio. É a pizza Suspiro de Limão, elaborada com massa folhada, creme de limão e suspiros.

Conhecida por lançar sabores inusitados, a Dídio Pizza aposta na parceria com com fornecedores para desenvolvimento de novos e exclusivos produtos, como este, realizado com a participação da Catupiry para a criação do sabor, até então inédito em uma pizza doce. A pizza Suspiro de Limão fica no cardápio de todas as 25 unidades da Dídio Pizza do Estado de São Paulo até o dia 01 de Junho e será vendida em duas versões Mini (4 fatias - R$ 21,00) e Média (6 fatias - R$ 29,00).

Sobre a Dídio Pizza
A Dídio Pizza foi fundada em 1993 e sempre apostou em combinações de sabores inusitados e exclusivos, como a Pizza Fondue, Pizza de Cheesecake, Pizza de Whey Protein e também a exclusiva pizza duble com duas camadas de massa, a Brasileiríssima, entre outras.

Além de ser conhecida por oferecer pizzas fartas, com o dobro do recheio das pizzas tradicionais do mercado, a Dídio Pizza já lançou outros sabores campeões de venda, entre eles a premiada Marguerita com Pepperoni e a Pizza de Mousse de Maracujá. A rede possui, ainda, uma linha light de pizzas com massa 100% integral.

A Dídio Pizza funciona todos os dias a partir das 18h00 e basta acessar o site www.didio.com.br para localizar a loja mais próxima e fazer o pedido, que pode inclusive ser pré-agendado para ser entregue no dia e horário que desejar. A partir de agora, as pizzas também podem ser pedidas pelo aplicativo próprio “Dídio Pizza”.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Mr Kids tem 28 pontos comerciais negociados e já aprovados no Ceará para novos franqueados


Microfranquia tem contratos com as maiores redes de hipermercados em todo o Brasil para instalação imediata das máquinas de doces e brinquedos
 


A microfranquia de máquinas de brinquedos e doces Mr Kids tem 28 pontos disponíveis no Ceará para quem deseja abrir uma franquia. São 4 cidades cearenses com pontos já negociados pela franqueadora em hipermercados como o Wall Mart, Extra, Carrefour, Socicam, Assaí e Aeroportos. A negociação permite que os franqueados possam ter disponibilidade praticamente imediata para a instalação das máquinas de doces e brinquedos, logo depois da assinatura do contrato de franquia. Em todo o Brasil, são mais de 800 pontos disponíveis.

Para facilitar a compra da franquia e atrair mais candidatos, a franqueadora também está facilitando o pagamento, mesmo com um investimento considerado baixo, que é de R$ 18,5 mil. “Essa iniciativa é para que os nossos novos franqueados ganhem fôlego nos primeiros meses do negócio, já que a maioria de nossos candidatos são pessoas que estão ávidas por um novo negócio, principalmente com a atual conjuntura que todo brasileiro está vivendo. Cobramos a Taxa de Franquia à vista, que é de R$ 8 mil e o restante após o recebimento da ficha de pré-qualificação e análise de crédito. O franqueado poderá pagar o restante em até 5 vezes no boleto ou em 6 vezes no cartão”, explica Antonio Chiarizzi, fundador da Mr. Kids.

O Mr. Kids possui 115 franquias e 6.200 máquinas espalhadas por diversos pontos de venda. No ano passado, a rede faturou R$ 3,2 milhões e a meta para 2016 é a venda de 50 novas franquias e um crescimento de 40%.

Mr. Kids – Ficha Técnica
Investimento Total: R$ 18,5 mil
Taxa de Franquia: R$ 8 mil
Taxa de Royalties: não cobra
Taxa de Propaganda: não cobra
Faturamento médio mensal: de R$ 1.600,00 a R$ 30 mil ou mais
Lucratividade: de 35 a 40%
Número de Funcionários: 0
Retorno do Investimento: 15 a 18 meses
Prazo do contrato: 3 anos
Contato da Franqueadora: franquia@mrkids.com.br ou 11 5058-2111