quinta-feira, 29 de outubro de 2015

No Halloween do Mr Cheney quem for fantasiado e comprar qualquer produto ganha um delicioso cookie monster

Rede de franquias de cookies tipicamente americanos enfeita as lojas para o dia do halloween e aguarda clientes fantasiados para a comemoração 


O dia 31 de outubro é uma data tipicamente americana, igualzinha aos cookies do Mr Cheney e para não passar em branco o dia em que muitos precisam escolher entre um doce ou uma travessura, a rede prepara uma surpresa temática, já que todas as lojas foram ambientadas para a comemoração.

O cliente que visitar qualquer unidade do Mr Cheney devidamente fantasiado e comprar algum produto ganhará um cookie monster de presente. 

Veja no site do Mr Cheney a unidade mais próxima de você www.mrcheney.com.br 

Tudo começou numa missão mórmon
  O Mr. Cheney tem este nome depois que um americano, chamado Jay Cheney, veio ao Brasil numa missão mórmon e conheceu Lindolfo Paiva, que estava servindo na mesma missão no sul do país. Anos mais tarde, após nova visita ao Brasil, o americano contou que era gerente de uma loja de cookies nos Estados Unidos (um cookieman, como são chamados lá) e ensinou a receita original do cookie americano e seus segredos. Lindolfo e sua esposa começaram a fazer cookies de maneira caseira primeiramente, mas o sucesso foi tanto, que muita gente conhecida queria comprá-los. Ao comentar isso com seu amigo americano, Jay Cheney voltou ao Brasil e ajudou Lindolfo a montar a primeira loja na Zona Norte, que foi batizada de Mr. Cheney por Lindolfo para homenagear o amigo. Até hoje, quando um americano experimenta os cookies do Mr. Cheney os comentários são sempre os mesmos: “vocês deveriam abrir lojas nos EUA, porque nem mesmo lá comemos cookies tão saborosos como estes”.

Mix de produtos
O carro-chefe do Mr. Cheney é o cookie, com 10 versões de sabores, que representam 70% das vendas da rede e custam R$ 5 cada.
Outras delícias doces tipicamente americanas: brownie, cinnamon rolls (enrolados de canela, feitos de pão doce, com cobertura de cream cheese), mini apple pie (tortinhas de maçã individuais), cheesecake, american pancakes with mapple syrup (panquecas servidas quentes com cobertura de manteiga e xarope de mapple ou leite condensado), cookie ice montain (o cookie preferido com uma bola de sorvete de baunilha em cima e calda de caramelo ou chocolate). Os salgados ficam por conta dos turkey & ham rolls, que são pães salgados em forma de rocambole nos sabores mussarela, presunto ou peito de peru, servidos quentes com molho de requeijão. Entre as bebidas estão os famosos shakes, em 3 versões, os frappés e vários tipos de cafés e achocolatados. Complementam o mix produtos para viagem ou presentes, como os biscoitos de gengibre (famosos bonequinhos americanos), e caixas para presentes com mini cookies ou big cookies personalizados.



FRANQUIA MR CHENEY – Ficha técnica:
Investimento total (com a Taxa de Franquia incluída): R$ 250 mil a R$ 280 mil
Capital de Giro: R$ 10 mil
Taxa de Franquia: R$ 43 mil
Taxa de Royalties: 5% sobre o faturamento bruto
Metragem média das unidades: de 20 a 35 m²
Número mínimo de funcionários: 5
Faturamento médio mensal: R$ 45 mil
Lucratividade: entre 12% e 25%
Prazo de contrato: 5 anos



segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Empresário larga a Engenharia Civil para se tornar Engenheiro de calçados e cria rede que já fatura R$ 25 milhões

Breno Bulus, formado em Engenharia Civil, larga a profissão aos 25 anos para se dedicar à idealização de calçados com design totalmente diferenciado e à construção de uma marca sem concorrência, a Outer Shoes, que já conta com 22 lojas.


Formado em Engenharia Civil no Rio de Janeiro, Breno Bulus tinha dificuldade de comprar calçados que satisfizessem seu gosto. Procurava por sapatos confortáveis e, ao mesmo tempo, contemporâneos, com design arrojado, sem seguir uma tendência de moda e, sim, um estilo urbano e alternativo. Aos 25 anos, resolveu deixar de ser Engenheiro Civil, mas se apaixonou por outra Engenharia: a de criar calçados modernos para para homens e mulheres de bom gosto que buscam, ao mesmo tempo, sofisticação e simplicidade.

Em 2005, depois de criar o conceito da marca, Breno abriu sua primeira loja da OUTER SHOES, sem imaginar que o negócio daria tão certo, que, 10 anos depois, já teria uma rede de 22 lojas e um faturamento anual de R$ 25 milhões. Até hoje, ele faz questão de participar do desenvolvimento de todas as coleções que são lançadas e acompanha de perto o treinamento dos funcionários e o processo de abertura de novas lojas. “Quando criei a Outer Shoes, sentia falta como consumidor de calçados que, ao mesmo tempo, fossem confortáveis, de bom gosto e que tivessem um estilo próprio, longe da mesmice deste varejo”, explica o empresário.

A primeira franquia foi aberta em 2010 por um funcionário da empresa que resolveu apostar no negócio. Um ano depois, o sucesso foi tão grande que ele mesmo abriu a segunda franquia da rede. Foi aí que Breno visualizou sua “Engenharia” como rede e formatou a empresa para ser uma franqueadora e expandir por várias localidades do país.

A Engenharia de Breno porém, não se restringiu apenas a criar calçados diferenciados. A criação do conceito das lojas é único no mercado. “São lojas compactas, porém sofisticadas, com elementos simples da natureza que remetem ao conceito de um jardim urbano e que faturam, em média, R$ 150 mil ao mês”, completa Breno.


Outer. – Ficha Técnica
Investimento total (incluindo a Taxa de Franquia): R$ 330 mil
Capital de Giro: R$ 120 mil
Taxa de Franquia: R$ 40 mil
Taxa de Royalties: 30% sobre compras
Taxa de Propaganda: não cobra
Metragem mínima das lojas: 30m²
Número de funcionários por loja: 10
Ticket Médio: R$ 300,00
Faturamento médio mensal: R$ 150 mil
Lucratividade: 14%
Prazo de retorno do investimento: 24 meses
Prazo de contrato: 5 anos
Informações da franquia: www.outershoes.com.br


Único Asfaltos participa pela primeira vez da feira ABF Franchising Expo Nordeste


Franquia de Asfaltos cria um mercado totalmente inexplorado no país e leva para a 5ª edição da feira da ABF no Nordeste modelo de franquia fabril 

Com 18 unidades em operação – 3 próprias, 15 franquias, a Único Asfaltos participa pela primeira vez da feira da 5ª edição da Feira de franquias da ABF no Nordeste e deseja popularizar o uso do asfalto na região mais promissora do País.


A rede leva para o evento um modelo de negócio fabril, cujo investimento é de R$ 264 mil, numa área de 300 m² e pode ser operada com apenas dois funcionários -  “Vamos popularizar o uso de asfalto e torná-lo mais acessível para obras de todos os portes. Criamos um asfalto que pode ser estocado e aplicado em qualquer quantidade, até na chuva para facilitar as reparações emergenciais e pavimentações interioranas. Hoje, a maioria das obras públicas em prefeituras, concessionárias de rodovias, departamentos de água e esgoto precisam de soluções rápidas e eficientes, mas ainda perdem muito tempo com licitações e concorrências para adquirir produtos com limitações operacionais, criados com o objetivo de atender demandas rodoviárias de grande porte”, explica  Jorge Coelho, Presidente da Rede.

A atração principal do stand da Único Asfaltos será a usina que será montada para que os futuros franqueados possam conhecer a máquina que irá acompanhá-los nos próximos 5 anos “fizemos questão de trazer a usina para a feira justamente para que todos possam conhecer de perto o coração da franquia”afirma Jorge.

O novo plano de expansão da Único Asfaltos prevê a abertura de mais 66 franquias no prazo de 1 ano e todos os Estados do Norte e Nordeste são prioritários para a rede  que  usinou 165 mil toneladas de asfalto no ano de 2014 e obteve um faturamento de R$ 31 milhões.

Com uma rentabilidade de 30% para o franqueado e a inexistência de uma concorrência direta no mercado, Jorge Coelho afirma que em poucos anos a Único Asfaltos estará presente em todos Estados brasileiros.

Ficha técnica – Único Asfaltos

Modelo fabril
Investimento total (com a Taxa de Franquia): R$ 264 mil
Taxa de franquia: R$ 80 mil
Capital de Giro: R$ 46.500 mil
Metragem mínima exigida: 300 m²
Número de funcionários: 2
Taxa de Royalties: 5% sobre o faturamento bruto
Taxa de Propaganda: Isento
Faturamento mínimo mensal: R$ 150 mil
Ticket Médio: R$ 12 mil
Rentabilidade: 30%
Prazo de Retorno do Investimento: 7 meses
Prazo de Contrato: 5 anos

Contato da franquia: www.unicoasfaltos.com.br


Serviço: ABF Franchising Expo Nordeste 2015
Quando: De 03 a 6 de novembro – das 16h às 22 h
Onde: Av. Governador Agamenon Magalhães, s/n - Salgadinho
Olinda - PE, Brasil
CEP: 53111-110
Tel.: (81) 3182-8000
www.cecon.pe.gov.br

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Ortodontic Center fala de negócios no I Congresso Londrinense de Odontologia


Dr. Fernando Massi, fundador da rede Ortodontic Center, conta sua experiência como empreendedor no dia 29 às 20h


Com o tema “Como fazer da Odontologia um negócio rentável”, Dr. Fernando Massi, proprietário da rede Ortodontic Center, que nasceu em Londrina há 13 anos, leva para o I Congresso Londrinense de Odontologia toda sua experiência como empreendedor e fala sobre a experiência de ter um negócio rentável na área da saúde. A palestra está marcada para o dia 29, às 20h, no Hotel Sumatra.

Fundada em 2002 em Londrina, a Ortodontic Center nasceu da experiência de seus fundadores Fernando Massi, Ana Lúcia Massi, Claudia Consalter e Edmilson Pelarigo, todos eles colegas na faculdade de odontologia.  Depois de formados e com consultórios próprios, eles viram que não conseguiriam crescer muito mesmo aumentando o número de atendimentos. Começaram a pensar em uma forma de melhorar os negócios quando desenvolveram um “know how” para vender Ortodontia. Estava criada a Ortodontic Center que logo começou o processo de expansão que hoje conta com 133 unidades em 19 Estados do Brasil.

“Quero mostrar para os estudantes e novos dentistas um pouco da nossa experiência e o que aprendemos sobre o negócio em si nesses anos todos. Temos uma rede consolidada e que só cresce. Em minha palestra quero mostrar como é possível ter muito sucesso e alta rentabilidade com a Odontologia”, comenta Dr. Fernando Massi.

Sobre o evento
As atividades do I Congresso Londrinense de Odontologia são voltadas para estudantes de Odontologia da UEL, Unopar, UEM, UEPG, UFPR, USP, dentre outras instituições de ensino. E também a cirurgiões-dentistas de Londrina e região e técnicos de higiene bucal. O Congresso contará com a participação de especialistas renomados, a fim de apresentar os avanços ocorridos a partir de importantes pesquisas, por meio de palestras, workshop e apresentações de painéis. O evento tem por finalidade difundir e compartilhar novidades e avanços científicos e contribuir, de forma significativa, para a formação dos acadêmicos, bem como demais profissionais da área.

Serviço:
Onde: Hotel Sumatra – Londrina PR
Quando: 28,29 e 30/10/2015
Horário: 07:30 às 20:00h



Único Asfaltos participa da BW Expo 2015 – feira internacional de tecnologias a serviço do meio ambiente e propõe a “Ação Verde” para produção de asfalto.


 A rede de franquias Único Asfaltos participa do evento sobre sustentabilidade e propõem transformar resíduos industriais em mistura asfáltica. 

 A rede de franquias Único Asfaltos participa pela primeira vez em São Paulo, nos dias 20, 21 e 22 de outubro, da feira BW – evento  de tecnologia a serviço do meio ambiente e deseja replicar a “ação verde” que já é realizada na produção do asfalto.

Com 18 unidades em operação – 15 franquias e 3 próprias, a Único Asfaltos leva para feira a experiência da rede em transformar resíduos de construção civil, agregados siderúrgicos e pó de pneu inservível em mistura asfáltica ecológica.“Foram anos investidos em prática e laboratório junto com colaboradores como a Escola Politécnica da USP para a utilização dos resíduos como matéria prima para a produção do asfalto. Vamos replicar a boa experiência.” Afirma Jorge Coelho, presidente da Único Asfaltos.

O negócio:
A rede leva para o evento um modelo de franquia fabril, cujo investimento é de R$ 264 mil, numa área de 300 m² e pode ser operada com apenas dois funcionários. Para este modelo de negócio, o franqueador desenvolveu um equipamento, que é uma micro usina de asfaltos, muito menor que a convencional, do tamanho de um carro popular, enquanto a usina tradicional pode ser do tamanho de vários caminhões. A franquia possui um ticket médio de R$ 12 mil e rentabilidade de 30% para o franqueado.

“Vamos popularizar o uso de asfalto ecológico e torná-lo mais acessível para obras de todos os portes. Criamos um asfalto que pode ser estocado e aplicado em qualquer quantidade, até na chuva para facilitar as reparações emergenciais e pavimentações interioranas oferecendo qualidade rodoviária. Solução rápida, mais barata e permanente”, explica Coelho.

O novo plano de expansão da Único Asfaltos prevê a abertura de mais 66 franquias nos próximos 12 meses. Em 2014 a rede usinou 165 mil toneladas de asfalto e obteve um faturamento de R$ 31 milhões.



Ficha técnica – Único Asfaltos

Modelo fabril
Investimento total (com a Taxa de Franquia): R$ 264 mil
Taxa de franquia: R$ 80 mil
Capital de Giro: R$ 46.500 mil
Metragem mínima exigida: 300 m²
Número de funcionários: 2
Taxa de Royalties: 5% sobre o faturamento bruto
Taxa de Propaganda: Isento
Faturamento mínimo mensal: R$ 150 mil
Ticket Médio: R$ 12 mil
Rentabilidade: 30%
Prazo de Retorno do Investimento: 7 meses
Prazo de Contrato: 5 anos
Contato da franquia: www.unicoasfaltos.com.br




Serviço: BW Expo
Quando: De 20 a 22 de outubro
Onde: Centro de Eventos Pro Magno
Rua Samaritá, 230 Casa Verde – São Paulo / SP.
Site: www.bwexpo.com.br

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Como suportar as despesas de fim de ano e ainda ter lucro?


Especialista em redução de custos para empresas dá dicas para sobreviver nesta época de pagamento de 13 º salários, abonos e férias 



Novembro é o mês do pagamento da primeira parcela do 13º salário dos colaboradores e no mês que vem, mais despesas se aproximam, como férias, abonos, gratificações extras e também a hora de rever e renovar diversos contratos com fornecedores. Como sobreviver a tudo isso num ano onde as vendas foram menores do que as de anos anteriores e, ainda assim, contabilizar lucros? O especialista em redução de custos para empresas, Fernando Macedo, da consultoria ERA – Expense Reduction Analysts, Dá algumas dicas para empresários não entrarem em 2016 no vermelho.

“Muitos empresários acreditam que para não ficarem no vermelho, a única solução é o aumento das vendas e, se elas não ocorrem, eles não veem alternativas e acabam recorrendo a financiamentos com altas taxas de juros e, com isso, vão iniciar um ano já no prejuízo. Mas todas as reduções de custos podem ser revertidas diretamente em lucro”, explica Macedo.

Segundo ele, os resultados podem ser melhores se as empresas olharem para suas planilhas de custos dispostas a realizarem mudanças em certos hábitos muitas vezes repetitivos por anos a fio. “A redução de gastos desnecessários no dia a dia das empresas podem fazer a grande diferença na hora de contabilizar os lucros”, explica o especialista.

Macedo acredita que, através da renegociação de contratos de fornecedores, novas cotações para a compra de materiais, com empresas nunca antes consultadas, ou até mesmo, mudanças internas de hábitos viciosos com as equipes de compras, é possível ter um salto no lucro das empresas, mesmo mantendo o mesmo volume de vandas. “É preciso fazer um levantamento dos custos com diversos itens, como serviços de limpeza, compra de suprimentos, logística, energia elétrica, planos de telefonia, remessas, entregas e outras e estar disposto a iniciar novas negociações, seja com os atuais fornecedores ou com novas cotações”. A economia pode chegar, em média, de 20 a 30%, refletindo diretamente no aumento do lucro, afirma o consultor.


Curves promove caminhada do Outubro Rosa

Em parceria com a FEMAMA – Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio a Saúde da Mama, a Curves promove caminhada do Outubro Rosa e reverte parte das vendas de camisetas para instituição


A Curves – rede de circuitos de treinos de 30 minutos, promove em parceria com a FEMAMA nos dias 24 e 25 de outubro, caminhada em homenagem ao Outubro Rosa e todo valor arrecadado com as vendas das camisetas que custam R$35 + 10 cashes ou R$45, será revertido para a instituição.

Todas as unidades do Brasil farão a caminhada e em São Paulo o ponto de largada será no Parque do Ibirapuera, no Portão 4, às 9 horas da manhã, tendo como percurso todo o parque. 

Foram vendidas mais de 2 mil camisetas e além da doação, a Curves irá apoiar a divulgação nacional da campanha da FEMAMA deste ano que tem o tema “Para todas as Marias”, que abre discussão sobre o direito de acesso aos tratamentos mais adequados para todas as pacientes com câncer de mama metastático.
O método Curves foi criado por Gary Heavin, um americano que perdeu a mãe devido a problemas decorrentes da hipertensão e sentiu a necessidade de conscientizar outras mulheres a cuidarem mais da saúde. Após uma série de pesquisas, ele criou um circuito, com aparelhos hidráulicos desenvolvidos exclusivamente para a anatomia feminina, que reúnem exercícios aeróbicos e fortalecimento muscular em apenas 30 minutos, 3 vezes por semana.

Por serem equipamentos hidráulicos, que não dependem de acréscimo de pesos e, sim, da evolução dos exercícios para cada aluna individualmente, as alunas da Curves não correm o risco de terem lesões e trabalham todos os músculos do corpo de uma só vez.