sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Problemas silenciosos podem fazer o veículo parar repentinamente, causando muito prejuízo


Embora apaixonado por seu carro, nem sempre o proprietário consegue cuidar do precioso bem da melhor maneira possível. Isto acontece porque existem componentes que não fazem nenhum barulho quando estão prestes a parar de funcionar e, consequentemente, deixam o motorista na mão, como é o caso da bomba de combustível, filtros, bobina de ignição, correia dentada, fluido de freios, sistema de arrefecimento, dentre outros. Somente uma inspeção detalhada, feita sob a supervisão de um especialista na área mecânica, pode identificar possíveis falhas automotivas.

Segundo Antonio Cesar Costa, consultor técnico da Oficina Brasil – rede de franquias de serviços automotivos, as tais falhas afetam principalmente o motor do carro, prejudicando o seu desempenho: “A falta de limpeza dos bicos injetores, que levam o combustível para dentro do motor, é um exemplo disso, já que impedem a livre passagem do combustível, fazendo o carro falhar. Isso acontece porque com os filtros de ar e combustível quando demasiadamente sujos, acabam deixando passar resíduos que entopem os bicos, forçando inclusive a bomba de combustível, diminuindo a potência do automóvel  e aumentando o consumo”, diz.

Outros problemas silenciosos que podem danificar o automóvel causando muito prejuízo são:
- O desgaste da correia dentada, que pode romper-se e fazer o carro parar repentinamente, além de causar grande prejuízo para o motor e o bolso do proprietário.
- A falta de revisão do sistema de arrefecimento - que atua na refrigeração do motor - pode causar um superaquecimento levando inclusive a fundir as peças internas do motor levando até a rachadura do bloco.
- A falta de troca dos fluidos de freio, a cada 15 ou 20 mil km pode – pela contaminação da umidade contida no ar - provocar a formação de bolhas de ar durante um uso severo, o que causaria um funcionamento irregular dos freios, pondo em risco sua segurança e podendo também corroer as partes internas dos freios, diminuindo a vida útil dessas peças e aumentando o gasto com a manutenção do veículo.
- O desalinhamento nas rodas do carro tanto as dianteiras como traseiras, só é percebido pelo condutor quando o carro ‘puxa’ a direção mais para um lado. Um carro desalinhado que continue rodando pode, além de diminuir a segurança, desgastar prematuramente os pneus aumentar o consumo de combustível e, conseqüentemente, o índice de poluição nas cidades.

     Para aumentar a segurança e minimizar os prejuízos, o motorista deve ficar atento ao calendário. “Recomenda-se a manutenção preventiva das peças uma vez ao ano e a troca dos filtros de ar, combustível e óleo a cada seis meses”, afirma Antonio Cesar.
   
ATENÇÃO: Antonio Cesar Costa, consultor técnico da Oficina Brasil está à disposição para entrevistas.


quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Frieiras e chulé também atacam os pés das crianças

Podóloga da Doctor Feet ensina a cuidar desses problemas que também atacam os pequenos com dicas simples e fáceis

Quando se fala de chulé e frieiras normalmente se pensa só nos pés dos adultos, mas os pequenos também são vítimas desses males. Pensando nisso a Doctor Feet – franquia de serviços e produtos de tratamentos para os pés – traz algumas dicas para as mamães ficarem atentas e cuidarem direitinho dos pés de seus filhotes.
 

Uma combinação de suor e bactérias, o conhecido chulé causa constrangimento. Ninguém gosta do cheiro e muito menos que os outros saibam que passa por isso. Imagine agora essa situação no universo infantil, onde os pequenos  são muitas vezes bastante críticos.  Porém, conforme explica a podóloga da Doctor Feet, Cristina Lopes, a solução é bem mais simples do que podemos imaginar.

“Causado pelo suor e a falta de higienização dos calçados, o chulé pode ser combatido tomando medidas simples como manter os calçadinhos das crianças sempre limpos e arejados. A escolha das meias dos pequenos também ajuda e é sempre recomendável dar preferência para peças de algodão que permitem a maior absorção do suor”, explica.

Além desses cuidados, o ideal é sempre usar um talco ou spray que seja bactericida para resolver o problema.

Outro problema comumente associado somente aos adultos, mas que também incomoda os pequenos são as micoses e frieiras.  As mães devem ficar alertas quando os filhos começam a reclamar de coceira entre os dedos.

“Algumas vezes até feridas aparecem entre os dedos dos pezinhos das crianças podendo, inclusive, sangrar”, alerta a podóloga.

Para tratar a frieira, a profissional recomenda que as mães sequem sempre muito bem entre os dedos dos pequenos e será o suficiente para livrar os pezinhos das indesejáveis frieiras. Ainda é recomendável o uso antimicótico e não desaparecendo os sintomas com os cuidados recomendados pela podóloga, procure um dermatologista.


Os serviços da Doctor Feet
Os serviços de podologia são os preventivos e corretivos. Dentre eles, há o Tratamento Tradicional (que inclui o corte técnico das unhas, remoção de calos e calosidade e massagem relaxante), Reflexologia, Hidratação com parafina, Aplicação de Órteses, Aplicação de Fototerapia, Tratamento para Olho de Peixe, Calos Infeccionados, entre outros. Há também os serviços de manicure, onde a profissional adota os mesmos cuidados no manuseio do material, que é lavado em cuba ultrassônica e esterilizado em auto-clave. Preocupada em atender 100% das normas da Vigilância Sanitária, a Doctor Feet utiliza em suas cabines individuais de atendimento o mesmo piso de centros cirúrgicos, além de cabines maiores para pacientes com necessidades especiais. Há também a venda de produtos médicos, ortopédicos e estéticos, todos registrados e homologados pelo Ministério da Saúde, que servem como coadjuvantes nos tratamentos de podologia.


quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Empreendedora vai buscar técnicas inéditas de beleza no exterior e lança no Brasil a primeira clínica de Micropigmentação

Vanessa Silveira é considerada a pioneira no mercado a desenvolver método exclusivo de micropigmentação para calvície, sobrancelhas, estrias e outras técnicas e agora parte para expansão com franquias


    Formada em Relações Públicas, com especialização em Etiqueta Corporativa, Vanessa Silveira sempre foi apaixonada pelo mercado de Estética e queria lançar algo inédito no Brasil, porém embasado em técnicas avançadas já utilizadas em outros países. Foi aí que resolveu ir estudar no exterior as técnicas de micropigmentação para cobertura de áreas da pele ou remoção de imperfeições, ainda desconhecidas no Brasil. Passou a criar técnicas próprias para Micropigmentação Capilar e Paramédica e, mais recentemente, a Micropuntura, tornando-se sendo referência no país neste mercado.

    Em 2008 abriu sua primeira clínica, no bairro do Morumbi, em São Paulo e depois de 5 anos inaugurou sua segunda unidade, no tradicional bairro da Vila Madalena. No início deste ano, resolveu investir na formatação da empresa franqueadora e agora vai levar seu método exclusivo para todas as capitais do país e cidades com no mínimo 150 mil habitantes.

    O modelo de clínica da franquia é compacto – cerca de 100 m² - e formatado para lojas de rua ou galerias comerciais em bairros bem localizados. Possui uma recepção e no mínimo 2 salas para os procedimentos. Está projetada para realizar cerca de 80 atendimentos por mês, com um faturamento que varia entre R$ 50 e R$ 70 mil mensais.

    A franquia da Clínica VS vai atender pessoas de 25 a 70 anos das classes A, B e C, pela gama de serviços oferecidos na área da micropigmentação, que buscam pequenos tratamentos com grandes resultados. “Atendemos homens e mulheres que querem solucionar calvícies sem a realização de implantes, falhas em suas sobrancelhas, estrias, rugas de expressão, ou até a realização da maquiagem definitiva, além de cobrir manchas e cicatrizes e outras técnicas”, explica Vanessa Silveira.

    A ideia da franquia veio com a necessidade de expansão. “Temos hoje somente 2 unidades em São Paulo, mas devido ao pioneirismo de nossos serviços, recebemos clientes de todo o Brasil, que viajam para ter acesso às nossas técnicas”, diz a fundadora. “Por isso é que vamos priorizar a expansão primeiramente fora da cidade de São Paulo”, completa.

    O investimento para abrir uma franquia da Clínica VS é de R$ 110 mil, mas a grande vantagem é a lucratividade – 31% para o franqueado, já que o lucro depende exclusivamente do serviço e não de produtos. “Fizemos o possível para que o investimento da franquia não ultrapassasse este valor, pois nosso interesse é no faturamento do franqueado, que na nossa opinião, vai surpreender muito em diversas localidades do país”, conclui Vanessa.

    Com apenas 2 lojas, a empresa faturou R$ 1 milhão em 2013 e a expectativa é aumentar em 20% este resultado, com a comercialização de 10 unidades até o final de 2014.

Clínica Vanessa Silveira – Ficha Técnica:
Investimento total (com a Taxa de Franquia incluída): R$ 110 mil
Taxa de Franquia: R$ 40 mil
Taxa de Royalties: 6% sobre o faturamento bruto
Taxa de Propaganda: 2% sobre o Faturamento Bruto
Capital de Giro: R$ 20 mil
Faturamento médio mensal: R$ 50 mil a R$ 70 mil
Lucratividade: 31%
Número de funcionários: 3 a 4
Retorno do investimento: 15 a 24 meses
Prazo do Contrato: 5 anos

Informações sobre a franquia: www.vanessasilveira.com.br