quinta-feira, 31 de julho de 2014

Antes que o inverno chegue cuide dos pés para curtir com saúde a estação mais fria e elegante do ano

No inverno por conta dos sapatos fechados, de salto alto e bico fino as mulheres tendem a sofrer mais



Fechados e algumas vezes apertados dentro de um belo par de botas de salto ou mesmo em um tênis quentinho, os pés de homens e mulheres merecem atenção especial no inverno quando fungos e bactérias aproveitam-se do ambiente propício (quente e úmido) para proliferar e causar doenças.

Após o final do verão, estação em que os pés ficam à mostra e que por isso recebem mais cuidados, é até normal que as pessoas esqueçam de cuidar dos pés quando a temperatura cai e eles ficam escondidos em calçados fechados, porém, é aí que mora o perigo, conforme a podóloga Cristina Lopes, coordenadora técnica da rede de podologia da Doctor Feet – franquia de serviços e produtos de tratamentos para os pés. 

No ambiente úmido e quente proporcionado pelas meias quentes, os pés suam mais e se formam umas verdadeiras estufas para que bactérias e fungos se proliferem causando doenças e mau cheiro.  Para evitar micoses, o ideal é fazer a assepsia (limpeza) com loções e cremes específicos sem esquecer, claro, de sempre secar muito bem os pés e entre os dedos após o banho. “Outro cuidado que precisamos ter é com relação à higienização dos calçados e o uso de meias de algodão que absorvem a transpiração”, lembra Cristina.

Outro problema enfrentado é a unha encravada causada pelo corte inadequado dos cantos. “É possível corrigi-lo com a utilização de aparelhos fabricados em fibra molecular ou órtese elastodôntica”, informa Cristina. O equipamento é colocado por cima da unha com o objetivo de corrigir seu crescimento. O tratamento dura de dois a três meses.

É no inverno também que os calos costumam incomodar ainda mais. Duros, sensíveis ao toque e arredondados, eles se desenvolvem nas saliências ósseas da parte de cima dos dedos dando ao pé aspecto descuidado. “Nesses casos, é importante que as pessoas procurem atendimento especializado”, encerra.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Inverno tem Pizza Fondue na Dídio Pizza

Rede de pizzarias delivery relança pizza que foi sucesso nas lojas no inverno passado em parceria com a Sadia

 
As noites de inverno agora terão um sabor marcante: está de volta a Pizza Fondue da DÍDIO PIZZA, que foi lançada no ano passado e agora volta em todas as lojas da rede devido ao grande sucesso.
Diferente de tudo o que já foi inventado para receitas de pizzas, a criação da Pizza Fondue é resultado da parceria entre a Dídio Pizza, a Sadia e a Philadelphia e traz uma combinação única de ingredientes: lombo, bacon com mel, com cobertura de fondue de cheddar com cream cheese e manjericão.

Segundo Elídio Biazini, proprietário da Dídio Pizza, “o sabor é único e especial, próprio para o clima mais frio que vem por aí”. Uma pizza com 8 pedaços serve 4 pessoas e custa R$ 48,00. A temporada de vendas da Pizza Fondue começa no dia 21 de julho e vai até o dia 21 de Setembro.

    A Dídio Pizza foi fundada em 1993 e sempre apostou em combinações de sabores inusitados e exclusivos. Recentemente, por ocasião da Copa do Mundo, também em parceria com a Sadia e a Philadelphia, a rede lançou no mercado a pizza “Brasileiríssima”, que não se intimidou com a derrota do time brasileiro. Com meta inicial de vendas somente até o dia 13 de julho, a pizza fez tanto sucesso que permanecerá no cardápio das lojas no mínimo por mais 2 meses. E não é para menos. Foi a primeira pizza Double do Brasil (com duas massa e dupla camadas de recheio) e a combinação de  ingredientes que deixou todo mundo com água na boca: um segundo disco de massa fininha e crocante sobre uma camada de cream cheese, com cobertura de molho de tomate, calabresa, bacon picante, cebola, mussarela, azeitonas e orégano.

 Além da Brasileiríssima e da Pizza Fondue, a Dídio Pizza já lançou outros sabores campeões para os amantes da redonda, entre eles a premiada Marguerita com Pepperoni, a Pizza de Mousse de Maracujá e a Pizza de Panettone no mês de dezembro. Conhecida pelas pizzas com o dobro de recheio se comparadas às demais pizzarias, a Dídio Pizza possui, ainda, uma linha light de pizzas com massa 100% integral.
A Dídio Pizza funciona todos os dias a partir das 18h00 e basta acessar o site www.didio.com.br para localizar a loja mais próxima e fazer o pedido, que pode inclusive ser pré-agendado para ser entregue no dia e horário que desejar.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Sorocaba é a 10ª melhor cidade para abrir franquias do Estado de São Paulo

Negócios ligados à prestação de serviços para empresas são boa oportunidade, já que a região de Sorocaba possui 762 empresas com 100 funcionários ou mais


    A Região de Sorocaba apresentou grande destaque no ranking das cidades mais promissoras para a instalação de franquias no Estado de São Paulo, segundo recente pesquisa realizada pela Rizzo Franchise – empresa de pesquisas sobre o Franchising em toda a América Latina. O estudo apontou 59 cidades do Estado de São Paulo com maior potencial para abertura de novos negócios e a cidade de Sorocaba ocupou o 10º lugar.

    Segundo Fernando Macedo, responsável pela expansão da franquia da ERA – Expense Reduction Analysts, uma franquia de consultoria para empresas na área de redução de custos, o estudo confirma o planejamento de expansão da empresa, que este ano está de olho na região de Sorocaba para a abertura de novas franquias. “Nosso estudo de geoprocessamento apontou que a região possui ao todo 762 empresas com 100 funcionários ou mais e estas são exatamente o alvo de nossas franquias para a prestação de serviços, pois toda a empresa hoje possui gastos desnecessários e precisam reduzir os custos”, explica Macedo.

    A ERA contribui para a diminuição de custos das empresas sem cobrar nada para a elaboração de projetos onde são apontadas as áreas com maiores gastos. A franquia ganha 50% apenas dos valores que conseguir reduzir nas empresas. “Por isso a ERA é considerada uma franquia interessante em regiões com grande potencial empresarial, pois os novos franqueados sabem que não terão dificuldades para garimpar uma boa carteira de clientes”, completa o franqueador.

    Os interessados em abrir uma franquia da ERA na região de Sorocaba contarão, ainda, com o suporte dos demais franqueados da rede, pois cada um deles disponibiliza sua expertise e experiência para ajudar nos projetos de todos os clientes, independentemente de onde estão instaladas as franquias. Para fazer parte do processo de seleção de candidatos a franqueados da ERA na região de Sorocaba, basta fazer o cadastro no site: www.expensereduction.com.br


quinta-feira, 24 de julho de 2014

Contém 1g vende 33 franquias no novo modelo com investimentos reduzidos só no primeiro semestre

Ao todo foram comercializadas 28 lojas e 5 quiosques e cidades menores já são contempladas com pontos de venda da marca



    Desde que anunciou a redução do valor do investimento de suas lojas e quiosques no início deste ano, a Contém 1g – rede de franquias de maquiagens já comercializou 33 franquias (28 lojas e 5 quiosques) somente no primeiro semestre deste ano. Destes, 8 já inauguraram suas unidades e 25 estão com abertura prevista para o segundo semestre de 2014.

    Com a redução dos valores das franquias, outro plano da empresa era contemplar cidades a partir de 50 mil habitantes, também com lojas de rua a partir de 30m² – o que não era possível com o modelo anterior, projetado apenas para shopping centers. Dentre as novas franquias comercializadas, estão cidades como Rondonópolis/MT, Sertãozinho/SP, Passos/MG, Formosa/GO, Sinop/MT, entre outras.

    Segundo Rogério Rubini, presidente da Contém 1g, o sucesso nas vendas foi excelente, porém não surpreendente. “Tínhamos um número muito grande de candidatos a franqueados em diversas localidades que não comportavam um ponto de venda da Contém 1g, então sabíamos que a redução no investimento e a possibilidade de implantação dos pontos de venda em cidades menores resultaria em grande sucesso”, comenta ele.

    As lojas, cujo investimento total era de R$ 343 mil, passam a custar a partir de R$ 195 mil e os quiosques, de R$ 167 mil passam a custar a partir de R$ 142 mil. Segundo  Rubini, o principal objetivo é acelerar a expansão para cumprir a meta de 60 novos pontos de venda este ano.

    A Contém 1g faturou R$ 153 milhões em 2013 e a previsão de crescimento para o segundo semestre deste ano é de 25%. “Com a quantidade de franquias já comercializadas no primeiro semestre, acreditamos que esta meta poderá até ser superada”, completa Rubini.

Ficha técnica – CONTÉM 1g:
Investimento total (loja): a partir de R$ 195 mil
Investimento total (quiosque): a partir de R$ 140 mil
Taxa de franquia: R$ 30 mil (loja) e R$ 15 mil (quiosque)
Taxa de Royalties: 20% já incluídos no valor do produto para ambos (loja e quiosque)
Taxa de Propaganda: 3% sobre o faturamento bruto (loja e quiosque)
Metragem da loja: 30m²
Faturamento médio mensal: R$ 70 mil (loja) e R$ 50 mil (quiosque)
Lucratividade: 12 a 20% (loja e quiosque)
Retorno do investimento: 24 a 36 meses (loja e quiosque)
Informações: www.contem1g.com.br


Osasco é a 8ª e Barueri a 27ª melhor cidade para abrir franquias do Estado de São Paulo

Negócios ligados à prestação de serviços para empresas são boa oportunidade, já que a região de Osasco/Barueri possui 1.038 empresas com 100 funcionários ou mais


    A Região de Osasco/Barueri apresentou grande destaque no ranking das cidades mais promissoras para a instalação de franquias no Estado de São Paulo, segundo recente pesquisa realizada pela Rizzo Franchise – empresa de pesquisas sobre o Franchising em toda a América Latina. O estudo apontou 59 cidades do Estado de São Paulo com maior potencial para abertura de novos negócios, a cidade de Osasco ocupou o 8º lugar e a cidade de Barueri o 27º lugar.

    Segundo Fernando Macedo, responsável pela expansão da franquia da ERA – Expense Reduction Analysts, uma franquia de consultoria para empresas na área de redução de custos, o estudo confirma o planejamento de expansão da empresa, que este ano está de olho na região Osasco/Barueri para a abertura de novas franquias. “Nosso estudo de geoprocessamento apontou que a região possui ao todo 1.038 empresas com 100 funcionários ou mais e estas são exatamente o alvo de nossas franquias para a prestação de serviços, pois toda a empresa hoje possui gastos desnecessários e precisam reduzir os custos”, explica Macedo.

    A ERA contribui para a diminuição de custos das empresas sem cobrar nada para a elaboração de projetos onde são apontadas as áreas com maiores gastos. A franquia ganha 50% apenas dos valores que conseguir reduzir nas empresas. “Por isso a ERA é considerada uma franquia interessante em regiões com grande potencial empresarial, pois os novos franqueados sabem que não terão dificuldades para garimpar uma boa carteira de clientes”, completa o franqueador.

    Os interessados em abrir uma franquia da ERA na região de Osasco/Barueri contarão, ainda, com o suporte dos demais franqueados da rede, pois cada um deles disponibiliza sua expertise e experiência para ajudar nos projetos de todos os clientes, independentemente de onde estão instaladas as franquias. Para fazer parte do processo de seleção de candidatos a franqueados da ERA na região de Osasco/Barueri, basta fazer o cadastro no site: www.expensereduction.com.br


quarta-feira, 16 de julho de 2014

A Copa acabou, mas a pizza Brasileiríssima vai continuar no cardápio da Dídio Pizza por ter superado metas de venda

Primeira pizza Double do Brasil, com 2 camadas de massa e de recheio, vende acima do esperado antes mesmo de acabar o período da promoção

    Tradicional em outros países, como os Estados Unidos, a pizza Double (com 2 camadas de massa e 2 recheios), a pizza “Brasileiríssima”, lançada no início da Copa do Mundo pela DÍDIO PIZZA – franquias de pizzarias delivery, fez tanto sucesso que vai continuar no cardápio das 24 lojas da rede. A promoção de lançamento da pizza, que inicialmente seria de 01/06 a 13/07, tinha a meta de venda de 1.000 unidades durante este período. O sucesso foi tão grande, que até o dia 06/07, a rede já tinha vendido 1.739 pizzas.

    Idealizada a partir de uma parceria com a Sadia e a Philadelphia, a pizza Double tem um segundo disco de massa fininha e crocante sobre uma camada de cream cheese. A cobertura é de molho de tomate, calabresa, bacon picante, cebola, mussarela, azeitonas e orégano. Segundo Elídio Biazini, proprietário da Dídio Pizza, a “Brasileiríssima” fez sucesso porque traz uma combinação inédita de ingredientes numa formatação única no Brasil. “Nunca o consumidor teve a opção de poder pedir uma pizza com duas camadas, numa mistura de sabores tão diferentes como essa”, explica. A pizza deve permanecer à venda por pelo menos mais dois meses.

    Como mais um diferencial na venda de pizzas delivery, a Dídio Pizza vai continuar aceitando agendamentos prévios de pedidos com data e horário para entrega. Basta ligar para a unidade que atende cada região e garantir a pizza preferida. Para saber das localidades, basta acessar: www.didio.com.br

    A Dídio Pizza tem mais de 20 anos de existência e é conhecida pelo lançamento de sabores inusitados, como a pizza de abobrinha, a pizza doce de maracujá, a pizza de Fondue, que é lançada no inverno e a pizza de panettone, que já teve duas edições na época do Natal, além das pizzas light com massa integral. A rede continua em franca expansão pelo Estado de São Paulo e este ano vai priorizar diversos bairros da capital paulista para a abertura de novas unidades.


terça-feira, 15 de julho de 2014

Franquia para ganhar dinheiro com a economia das outras empresas

ERA – única rede de franquias de redução e otimização de custos para empresas do Brasil reúne os franqueados para, juntos, prestarem serviços aos clientes

Uma oportunidade de negócios onde o franqueado já começa com uma grande equipe de especialistas trabalhando para seus clientes. Assim foi formatada a franquia de origem inglesa ERA – EXPENSE REDUCTION ANALYSTS, rede de consultorias de redução e otimização de custos para empresas, que já está presente em mais de 30 países, com mais de 700 franqueados em todo o mundo.


Com um método inovador, de origem acadêmica, a ERA é uma franquia que já auxiliou milhares de empresas a aumentarem a lucratividade com significativa redução de custos que não estão ligados à atividade principal da empresa, divididos em cerca de 30 categorias, que vão desde serviços de limpeza, compra de suprimentos, logística, energia elétrica, remessas, entregas e outras. Cada franqueado torna-se um consultor e com a ajuda dos demais franqueados, analisa os custos do cliente e apresenta soluções que têm gerado, em média, economias de aproximadamente 20%  nos fluxos de caixa empresariais.

“Os franqueados da ERA trabalham em conjunto, porque reúnem suas diferentes especialidades e experiências profissionais para renegociar custos junto a fornecedores e apresentar os melhores resultados para as empresas”, explica Fernando Macedo, Master Franqueado da ERA no Brasil. “Temos inúmeros casos de franqueados que, ao se depararem com custos elevados, por exemplo, na área de Seguros ou Gestão de Frotas numa empresa, recorreram a franqueados com vivência maior nessas áreas, formando uma equipe integrada de consultores para atuar na análise e renegociações de contratos para os clientes”, completa Macedo.

A ERA é uma típica franquia para quem tem o desejo de ter o próprio negócio, mas não se identifica com franquias típicas do varejo de Alimentação, Vestuário ou outras, onde há a necessidade de altos investimentos para montagem da operação e compras de estoques, ou ainda, que não possuem perfil para trabalhar no fim de semana em shopping centers ou locais onde o funcionamento requer horários estendidos. “Os franqueados fazem seus próprios horários, pois trata-se de uma franquia home based, onde não há  necessidade de investimentos em pontos comerciais ou equipamentos, além de ser uma oportunidade para profissionais que já possuem estabilidade nas empresas para as quais trabalham, mas desejam deslanchar ainda mais em suas carreiras com um negócio próprio”, declara Macedo.

O investimento para ter uma franquia da ERA – Expense Reduction Analysts é de R$ 110 mil. Neste valor estão incluídos: a Taxa de Franquia (R$ 90 mil), o treinamento presencial na Inglaterra (US$ 5 mil) e os gastos estimados com transporte/hospedagem/alimentação para o treinamento inicial no exterior (US$ 2.500).
   
Outro diferencial da ERA, que já possui 9 unidades no país, é a alta lucratividade para os franqueados. Apesar de não cobrarem honorários ou qualquer custo fixo de consultoria para os clientes, os ganhos são sempre 50% do valor da redução dos custos que conseguir para as empresas, em média de R$ 15 mil a R$ 20 mil ao mês. Após a implantação das soluções de reduções de custos, o franqueado continua com cada cliente por mais 24 meses, para acompanhar e monitorar o andamento dos processos.

O plano de expansão da empresa no Brasil prevê a abertura de mais 4 franquias até o final deste ano, nos Estados de São Paulo e Paraná. A empresa fechou o ano passado com um faturamento global de US$ 60 milhões, sendo R$ 1 milhão somente no Brasil.

ERA – EXPENSE REDUCTION ANALYSTS (ficha técnica):
Ano de fundação e início do Franchising (Inglaterra): 1992
Ano de chegada ao Brasil e início do Franchising: 2004
Investimento total: R$ 125 mil (já incluída a taxa de franquia)
Taxa de Franquia: R$ 105 mil
Taxa de Royalties: 18% sobre o faturamento bruto
Taxa de Propaganda: 2% sobre o faturamento bruto
Capital de Giro: não exige
Número de funcionários: não necessita
Tempo de contrato: 10 anos
Informações sobre a franquia: www.expensereduction.com.br


Pink Femme é a primeira franquia do Brasil a ter o modelo Twister, muito comum em outros países

Nova rede de cosméticos do Grupo Contém 1g revoluciona o mercado de franquias ao ser a primeira a lançar este modelo enxuto e com baixo investimento


Lançada no mês de junho de 2014, a Pink Femme – nova franquia do Grupo Contém 1g – está revolucionando o mercado pela novidade de um de seus formatos de negócio até então inédito no país: o Twister. Trata-se de um móvel planejado para ser um ponto de venda completo: possui 3 prateleiras para exposição de produtos, gaveteiros e portas para armazenar o estoque, espaço para o computador com sistema de venda implantado e rodinhas, que permite ao franqueado a mudança de local caso seja necessário. Fechado, ele ocupa apenas 1m² e cabe em qualquer lugar, desde pequenos espaços em corredores de shopping centers, até em locais com grande movimentação de pessoas, como academias, universidades e até terminais de metrô e ônibus. Quando é aberto, ocupa no máximo 3m² e, ao final do dia de trabalho, suas prateleiras laterais são fechadas e ele fica com a aparência de um simples guarda-roupas de uma porta só.

Engenhoso e criativo, o Twister da Pink Femme é o primeiro neste modelo aqui no Brasil e foi inspirado nas constantes viagens que a direção da empresa faz ao exterior. “Em outros países, devido à falta de espaços, é muito comum o modelo do Twister para a venda de produtos, mas não tínhamos visto nada parecido por aqui”, afirma Daniel Rubini, o diretor da Pink Femme.

Outro diferencial inédito no Brasil da marca Pink Femme é que ela é a única que possui uma extensa linha de cosméticos com uma única fragrância.  “São hidratantes, óleos, colônias, esfoliantes, cremes e desodorantes, em várias versões, porém todos com o mesmo aroma, ideia nunca antes explorada por nenhuma outra empresa”, comenta o executivo.

Focada no público feminino das classes B e C, com produtos que variam de R$ 13,00 a R$ 68,00, a nova franquia pretende abrir 20 pontos de venda ainda este ano em diversas localidades do país, com foco inicial nas cidades a partir de 200 mil habitantes. Em apenas um mês de lançamento, já foram comercializados 4 quiosques da marca:  nos shoppings Tietê, Aricanduva, Central Plaza e no Shopping D, todos na capital paulista.

A franquia Pink Femme possui 3 versões: lojas, quiosques e twister, com investimentos bastante atrativos para quem deseja investir no próprio negócio: a partir de R$ 95 mil (loja), R$ 80 mil (quiosque) e R$ 39 mil (twister). Para o lançamento do novo negócio, a Contém 1g investiu cerca de R$ 2 milhões para a instalação de uma nova fábrica no interior paulista e aumentou em 20% sua produção.

Pink Femme – ficha técnica
Investimento total (com taxa de franquia): A partir de R$ 95 mil (lojas), R$ 80 mil (quiosques) e R$ 39 mil (twister)
Taxa de Franquia: R$ 20 mil (lojas), R$ 10 mil (quiosques) e R$ 5 mil (twisters)
Taxa de Royalties: 20% sobre o faturamento projetado
Taxa de Propaganda: 3% sobre o faturamento projetado
Faturamento médio mensal previsto: R$ 40 a 70 mil (lojas e quiosques) e R$ 20 mil (twisters)
Ticket médio esperado: R$ 60,00
Lucratividade: 15 a 20%
Prazo do retorno do investimento: 24 a 36 meses
Número de funcionários: 3 a 5 (lojas e quiosques) e 1 a 3 (twisters)
Prazo de Contrato: 5 anos (lojas) e 2 anos (quiosques e twisters)


segunda-feira, 14 de julho de 2014

Falta de manutenção do ar quente pode causar problemas de saúde para o carro e para você


Veja as dicas que a Oficina Brasil traz para você cuidar bem do sistema de ar quente do seu carro e passar o inverno aquecido e sem problemas


Com o final do verão a queda da temperatura, os motoristas voltam a usar o sistema de ar quente que torna o veículo mais confortável naqueles dias frios. Mas para que o ar aquecido esteja limpo e não cause danos para a saúde a Oficina Brasil – maior rede de franquias de serviços automotivos – alerta para os cuidados que se deve ter com o sistema.

O sistema de ar quente funciona basicamente captando uma parte do calor gerado pelo motor e o usa para aquecer o veículo através de dutos, um radiador próprio do sistema e um ventilador. Esse radiador utiliza a água quente do motor pra aquecer o ar, que é “jogado” para dentro do veículo pelo ventilador. Por esta razão só é possível utilizar o ar quente, depois que o veículo atingir sua temperatura normal de trabalho.

Após a época de calor, nos primeiros dias em que se liga o ar quente o motorista pode sentir um cheiro diferente no interior do veiculo e isso pode ser um indicio perigoso, pois a proliferação de fungos e bactérias prejudiciais a saúde, principalmente para as pessoas com predisposição a alergias pode causar problemas de saúde, conforme explica o consultor da Oficina Brasil, Antonio Cesar Costa.

Como esse sistema funciona com a água proveniente do arrefecimento do veículo, recomenda-se que esse líquido seja trocado de acordo com as especificações de cada fabricante, em média a cada 30mil quilômetros, evitando-se assim, a corrosão interna e diminuição da vida útil do sistema.  Deve-se também Limpar os dutos de ventilação pelo menos uma vez ao ano. Essa limpeza, além de eliminar fungos e bactérias, retira outras partículas que podem obstruir o radiador do ar quente.

“Como o sistema de ar quente está intimamente ligado ao sistema de arrefecimento a falta de manutenção em todo o sistema de arrefecimento do veículo, como a troca da água com o fluido especificado e verificação periódica do nível no reservatório de expansão localizado junto ao motor evitam dissabores e prejuízos que podem incluir até a perda do motor”, alerta Antonio Cesar.

Outra dica importante é utilizar o ar quente com certa frequência. Se você nuca usa, ligue o sistema pelo menos uma vez por semana. A falta de utilização pode danificar suas peças. A troca do liquido de arrefecimento e verificação de possíveis vazamentos, custa em média R$150. 


Saiba mais sobre a Oficina Brasil

A Oficina Brasil possui 54 unidades espalhadas em diversas regiões é especializada em manutenção de todos os itens da parte de baixo do automóvel (escapamentos, amortecedores, freios, alinhamento e balanceamento, sistema de ar, injeção eletrônica, arrefecimento, suspensão, direção, pneus, troca de óleo, etc.) e dispõe em suas unidades de um ambiente de oficina diferenciado, com recepção climatizada, cyber café, espaço para leitura com mini-biblioteca e TV com programação variada e filmes. O objetivo é oferecer aos clientes momentos de descontração durante a espera pelo reparo do automóvel. 

Para agendar uma revisão gratuita, basta ligar para 0800 19 9977 ou acessar: www.redeoficinabrasil.com.br


quinta-feira, 10 de julho de 2014

Primicia expande em São Paulo


Franquias das lojas da PRIMICIA, líder de mercado na indústria de malas e acessórios para viagens, iniciou a expansão por franquias em 2013 e procura franqueados nas cidades de Guarulhos, Piracicaba e São Caetano do Sul

    A PRIMICIA – marca líder no segmento de malas e acessórios para viagens – quer abrir sua primeira franquia na cidade de Guarulhos, uma das principais do planejamento de expansão da empresa e já iniciou o processo de seleção de candidatos na região. Com isso, a rede dá continuidade à expansão por franquias iniciada no ano passado, após 60 anos vendendo seus produtos no varejo multimarcas.

    Segundo a Rizzo Franchise – consultoria que realiza pesquisas sobre o Franchising em toda a América Latina, as cidades de Guarulhos, Piracicaba e São Caetano do Sul ocupam respectivamente 14°, 50º e 97º lugar no ranking das 200 melhores cidades do Brasil para investir em franquias. Este ano, no ranking das cidades mais promissoras do Estado de São Paulo, Guarulhos ocupa o 3º lugar, São Caetano do Sul ocupa o 31º lugar e Piracicaba o 39º lugar.

    Depois de abrir 10 lojas próprias e franquias nas cidades de Ribeirão Preto, Porto Alegre e Barueri, a PRIMICIA está priorizando o Estado de São Paulo para sua expansão neste ano devido ao grande crescimento das franquias no interior, juntamente com o excelente resultado do setor de Acessórios Pessoais no Franchising, que deve ser um dos mais promissores para investir em 2014, segundo o balanço anual do setor da Rizzo Franchise.

    A PRIMICIA conta hoje com 14 lojas – 10 próprias e 4 franquias. O mix das lojas é composto de aproximadamente 1.000 produtos, distribuídos entre as linhas Viagem (malas, sacolas, frasqueiras e acessórios), Executiva (pastas, mochilas e maletas), Escolar (mochilas, mochilas com carrinho, lancheiras e garrafas), Esportiva (mochilas e sacolas), Feminina (bolsas e carteiras) e Couro (pastas, bolsas e carteiras).

    O investimento total para uma franquia da PRIMICIA é de R$ 395 mil, já incluída a Taxa de Franquia, que é de R$ 40 mil. Cada loja está programada para um atendimento de cerca de 800 clientes ao mês e faturamento médio mensal de R$ 120 mil, com uma rentabilidade que fica entre 10 e 14% para os franqueados.

Ficha Técnica – PRIMICIA
Investimento total – R$ 395 mil
Taxa de Franquia – R$ 40 mil
Taxa de Royalties – 5% sobre as compras
Taxa de Propaganda – 3% sobre o faturamento bruto
Faturamento médio mensal – R$ 120 mil
Lucratividade – 10 a 14%
Capital de Giro – R$ 29 mil
Número de Funcionários por loja – 5
Prazo de retorno do investimento: 36 meses
Tempo de Contrato – 5 anos
Informações – www.PRIMICIA.com.br / franquia@PRIMICIA.com.br

Dídio Pizza comemora o Dia da Pizza com a primeira Pizza de duas camadas do Brasil

Na cidade onde ninguém vive sem pizza, o dia 10 de julho vai ter sabor em dobro e a possibilidade de agendar a pizza com antecedência



Pizzaria nascida em São Paulo, a Dídio Pizza – rede de franquias de pizzarias exclusivamente delivery – vai comemorar o Dia da Pizza, 10 de julho, com a primeira pizza de duas camadas do país. Também está em vigor em toda a rede, a venda agendada, possibilitando ao cliente pedir a pizza com antecedência, informando a data e horário que gostaria que a redonda chegasse em casa.

Tradicional em outros países, como os Estados Unidos, a pizza Double, como é chamada, acaba de ser lançada no Brasil com o nome Brasileiríssima. Idealizada a partir de uma parceria com a Sadia e a Philadelphia, a nova pizza da Dídio Pizza tem 2 camadas de  disco de massa fininha e crocante e, entre elas uma camada de cream cheese. A cobertura é de molho de tomate, calabresa, bacon picante, cebola, mussarela, azeitonas e orégano.

Para se destacar em uma cidade onde a população tem o hábito de pedir pizza pelo menos 1 vez por semana, a Dídio Pizza criou um sistema diferenciado, com atendentes treinadas e central telefônica única, que além do atendimento convencional, também agendam a entrega das pizzas, iniciativa que tem feito a rede faturar 30% a mais, principalmente em dias de jogos da Copa do Mundo.

Hoje, a rede que já atende 180 mil clientes por mês, com 24 lojas na capital paulista e interior do Estado, faturou R$ 22 milhões em 2013 espera a venda de 714 mil pizzas este ano. Com mais de 20 anos de existência, a Dídio Pizza é conhecida pelo lançamento de sabores inusitados, como a pizza de abobrinha, a pizza doce de maracujá, a pizza de Fondue, que é lançada no inverno e a pizza de panettone, que já teve duas edições na época do Natal, além das pizzas light com massa integral. A rede continua em franca expansão pelo Estado de São Paulo e este ano vai priorizar diversos bairros da capital paulista para a abertura de novas unidades.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Coxinha Du Chef inaugura unidade em Pinheiros



Pinheiros recebe nova loja rede instalada na Rua Teodoro Sampaio

Famosa pelos sabores diferentes e por ser o lanche certo de quem usa transporte público em São Paulo, a Coxinha Du Chef inaugurou neste mês sua oitava unidade.  Agora, o bairro Pinheiros também pode aproveitar as deliciosas Coxinhas de Brigadeiro, Parmegina e claro,  a clássica de frango,  entre outros sabores gourmets, na loja instalada na Rua Teodoro Sampaio, 2534. 

Com menos de um mês com as portas abertas, o novo franqueado da rede, Sidnei Zucatelli, conta que o maior desafio foi encontrar o ponto ideal. “Uma dos principais cuidados da Coxinha Du Chef é a escolha do ponto, pois ele é fundamental para o sucesso do negócio que precisa ser instalado em áreas de grande circulação de pessoas. Demorei 6 meses para encontrar o ponto ideal, mas valeu a pena e estou muito satisfeito com essas primeiras semanas. Estamos próximos a um ponto de ônibus bastante movimentado e estamos vendendo muito bem”, comemora.

Sidnei, que veio do ramo de logística, é novato no ramo de alimentação. Decidiu pela Coxinha Du Chef quando viu o sucesso que o amigo, Alexandre Tabarelli, estava tendo com a loja da Lapa, uma das mais rentáveis da rede. Sidnei passou por todo o treinamento oferecido pela franqueadora e recebeu a loja pronta para operar. “Vi que era uma franquia séria e bem formatada e resolvi investir. Agora, mesmo com tão pouco tempo, já sei que quero ter mais lojas da rede. Pelo menos, oito”, diz.

A Coxinha Du Chef vai abrir mais 35 lojas este ano, todas com metragem compacta (a partir de 40 m²) e uma operação extremamente simples, onde o franqueado e os funcionários têm apenas o trabalho de receber as coxinhas prontas, fritá-las na hora e servir os clientes. Com um investimento de R$ 110 mil, a loja é montada e equipada para começar a operação em 40 ou 50 dias após a definição do ponto.

            Os produtos são todos servidos em cones de 6 ou 12 unidades: coxinhas salgadas (4 sabores – frango, calabresa, queijo e bife à parmegiana), mini kibe recheado com queijo e as coxinhas doces (2 sabores – doce de leite e brigadeiro). O cone com 6 unidades custa R$ 3,00 e o cone com 12 unidades das coxinhas custa R$ 3,50. Apenas o cone com 12 unidades de mini kibe custa R$ 4,00.