quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Franchising: Tendências 2014

Franquias no Brasil: os desafios para os próximos 5 anos

Mudanças no comportamento de consumidores devem afetar as franquias, que precisarão ser mais profissionais, de acordo com a análise da consultoria Rizzo Franchise

    A RIZZO FRANCHISE – consultoria e empresa de pesquisas sobre o Franchising em toda a América Latina – realizou uma análise que aponta as principais tendências deste mercado para os próximos 5 anos. De acordo com o especialista da consultoria, Marcus Rizzo, o Franchising continuará crescendo e até 2018, o Brasil deverá ter mais de 4 mil diferentes ofertas de franquias, com uma taxa média de crescimento anual de 8%.
“O mercado está se profissionalizando em todos os sentidos, os franqueados e candidatos à franquia estão muito mais bem informados e deverão buscar negócios com maior nível de estruturação e com experiência operacional efetiva. É por isso que crescerão no país as franquias que apresentarem maior profissionalização e especialização de suas operações”, explica Rizzo.
Segundo a Rizzo Franchise, além do crescimento do número de novas franquias no mercado, também deve aumentar bastante o número de unidades das marcas existentes. “O índice de produtividade das redes brasileiras é ainda muito baixo – uma média de 76 franquias por franqueador. No mercado americano, que possui 1.500 franqueadores, o número médio de unidades para cada rede é de 670, quase 10 vezes mais”, detalha ele.
O especialista também alerta para as novas exigências do consumidor brasileiro, que impactará diretamente em mudanças para as franquias. Segundo ele, a maior seletividade do consumidor exigirá atenção redobrada dos franqueadores, tais como:

1)    Menos variedade, maior especialização: Grande variedade de produtos ou mesmo extensos cardápios nas franquias de alimentação vão perder espaço. Os consumidores desejam menos opções nos pontos de venda, desde que sejam bem selecionadas e de acordo com suas necessidades e desejos
2)    Localização Conveniente: Pressionado com o estresse cotidiano e muitas horas perdidas no trânsito, o consumidor vai buscar cada vez mais negócios próximos de sua casa e que apresentam comodidade e conveniência. Com isso, os deliverys terão grande crescimento.
3)    Experimentação da marca: Consumidores vão optar por negócios que transformem a simples compra em experiência agradável de consumo. Crescerão as redes com lojas bem sinalizadas, que orientam o cliente, com exposição conveniente e informação preparada para facilitar o acesso e o atendimento.
4)    Experiência de consumo: Cada vez mais o atendimento vai fazer a diferença entre negócios que estão se tornando tão iguais. Autenticidade e experiência só terão êxito através de um atendimento de qualidade, que é um dos fatores mais desejados pelo consumidor.


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Natal inspira criações gastronômicas em São Paulo

Duas redes de franquias criam produtos com sabor panetone neste mês

Para aproveitar o clima natalino, duas redes de franquias de fast food resolveram apostar no tradicional sabor do panetone para inovar nas receitas e incrementar o faturamento. Uma delas é a Dídio Pizza – tradicional rede de franquias de pizzarias delivery, que acaba de lançar a Pizzattonne: massa folhada com creme especial que leva a essência de panettone, coberta de frutas cristalizadas e uvas passas. A outra é a Coxinha Du Chef – rede de franquias de coxinhas, que criou a Coxinha de Panetone: massa doce com essência de panetone e recheio de frutas cristalizadas sortidas.

A Pizzattonne pode ser adquirida em dois tamanhos: mini (4 pedaços – R$ 19,00) e média (6 pedaços – R$ 19,00) e é uma boa opção para a sobremesa  durante todo o clima natalino, até o dia 31 de dezembro.
Já a Coxinha de Panetone é servida num cone, com 6 unidades, ao preço de R$ 3,00 e também estará disponível nas lojas durante todo o mês de dezembro.


Mais informações: Dídio Pizza (www.didio.com.br) e Coxinha Du Chef (www.coxinhaduchef.com.br)






quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Coxinha Du Chef lança primeira coxinha de panetone do país


Primeiro fast food de coxinhas a lançar as coxinhas doces, com massa especial e recheio de brigadeiro e doce de leite, agora cria a coxinha de panetone com receita exclusiva para o Natal

Massa doce com essência de panetone e recheio de frutas cristalizadas sortidas – essa é a coxinha de panetone da Coxinha Du Chef, o primeiro fast food de coxinhas do mercado a lançar coxinhas doces, como as campeãs brigadeiro e doce de leite.

Com 3 lojas próprias, todas na capital paulista inauguradas este ano – 1 no centro e 2 em Santo Amaro – a Coxinha Du Chef vai proporcionar a todos os clientes experimentar uma coxinha doce tipicamente natalina pela primeira vez. “Já vimos muitos recheios inusitados de coxinhas, mas é a primeira vez que a tradição do panetone chega numa receita de um snack tão famoso e apreciado como a coxinha”, explica Renato Iarussi, um dos proprietários da rede.

Nas lojas, as coxinhas são servidas num cone, onde podem ser colocadas 6 unidades. O conceito foi desenvolvido para ser uma opção de snack a qualquer hora do dia e com preços bem populares para pessoas de qualquer idade que caminham a pé ou de transporte público para o trabalho ou estudo e não querem parar para comer. Em apenas 2 minutos, o cone com 6 coxinhas é servido ao cliente pelo preço de R$ 3,00 cada.

Em espaços compactos de 40m², em locais com grande circulação de pedestres, as  lojas estão sendo abertas em diversas localidades e agora estão disponíveis para quem quer abrir uma franquia inédita no mercado. A Coxinha Du Chef é uma oportunidade de negócio para quem deseja sucesso na venda de produtos praticamente sem concorrência no mercado de alimentação. Com um investimento de R$ 110 mil, os franqueados recebem a loja completamente montada e todo o treinamento necessário para começar a trabalhar em no máximo 30 dias.

Até o mês de julho de 2013, a pequena rede formada com apenas 3 lojas próprias já faturaram juntas R$ 280 mil e a previsão de crescimento até o final do ano é de 30%. Cada loja está projetada para um faturamento médio de R$ 40 mil mensais, com uma lucratividade de cerca de 15% para o franqueado.

Informações: www.coxinhaduchef.com.br




PRIMICIA acaba de inaugurar sua segunda franquia


PRIMICIA acaba de inaugurar sua segunda franquia, desta vez em Porto Alegre, onde já possui 2 lojas próprias 

Roberto Postel da Primicia

Região Sul do país é principal foco de expansão da empresa líder de mercado na indústria de malas e acessórios para viagens

A PRIMICIA – marca líder no segmento de malas e acessórios para viagens – acaba de inaugurar sua segunda franquia, após abrir 10 lojas próprias. A nova loja fica na ala recém inaugurada do shopping Praia de Belas, em Porto Alegre/RS, cidade onde a Primicia abriu 2 lojas próprias no ano passado. A primeira franquia foi aberta em Ribeirão Preto/SP este ano e a empresa deve encerrar 2013 com a abertura da terceira loja, na capital paulista, no novo shopping Tietê.

A Região Sul do país é o grande alvo de expansão da Primicia para 2014, além de diversas cidades do interior de São Paulo. Os Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul são prioritários para a abertura de franquias e a empresa já possui diversos pontos negociados em shoppings de Curitiba/PR, Ponta Grossa/PR, Joinville/SC, Blumenau/SC, Balneário Camboriú/SC e Florianópolis/SC.

O investimento total para uma franquia da PRIMICIA é de R$ 395 mil, já incluída a Taxa de Franquia, que é de R$ 40 mil. Cada loja está programada para um atendimento de cerca de 800 clientes ao mês e faturamento médio mensal de R$ 120 mil, com uma rentabilidade que fica entre 10 e 14% para os franqueados.
       
Ficha Técnica – PRIMICIA
Investimento total – R$ 395 mil
Taxa de Franquia – R$ 40 mil
Taxa de Royalties – 5% sobre as compras
Taxa de Propaganda – 3% sobre o faturamento bruto
Faturamento médio mensal – R$ 120 mil
Lucratividade – 10 a 14%
Capital de Giro – R$ 29 mil
Número de Funcionários por loja – 5
Prazo de retorno do investimento: 36 meses
Tempo de Contrato – 5 anos
Informações – www.PRIMICIA.com.br / franquia@PRIMICIA.com.br


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Pizza de panettone no Natal




Dídio Pizza, tradicional pizzaria delivery de São Paulo, une a paixão do paulistano pela pizza e o Natal e lança um sabor exclusivo: a PIZZATTONE
   
Paulistano que é paulistano não vive sem pizza. No mínimo uma vez por semana, ela é pedida em casa ou na pizzaria e a paixão pela redonda é tanta, que o paulistano nunca Fica sem ela. E no Natal? Será que o paulistano deixa de comer pizza? Com certeza, com o lançamento exclusivo da Pizzattone da Dídio Pizza – tradicional rede de pizzarias delivery, o cardápio de Natal deverá ter também muitas pizzas nos lares de São Paulo.
A pizzattone é uma receita exclusiva e secreta, mas dá para revelar quais são os ingredientes: massa folhada com creme especial que leva a essência de panettone, coberta de frutas cristalizadas e uvas passas. Ela poderá ser adquirida em dois tamanhos: mini (4 pedaços) e média (6 pedaços) e é uma boa opção para a sobremesa  durante todo o clima natalino que já começa no início de dezembro.
A Pizzattone foi lançada em 2008 e o sucesso foi tão grande, que o proprietário da rede Dídio Pizza, Elídio Biazini, resolveu repetir a dose. “Um novo produto no cardápio de uma rede de lojas sempre requer um cuidado especial com o treinamento dos funcionários e atendentes, para que a pizza seja oferecida na hora do pedido e o controle de qualidade seja impecável. Mas o sucesso desta pizza compensou o esforço”, comenta ele, que vai disponibilizar a nova pizza em todas as unidades a partir do dia 1º de dezembro até o dia 31 de dezembro de 2013.
A Dídio Pizza possui 23 lojas e a meta para o ano que vem é a abertura de mais 10 unidades, todas na Grande São Paulo. Entre os números expressivos de consumo de insumos da rede anualmente estão: 200 toneladas de tomate, 150 de muzzarella e 184 de farinha de trigo.

Pizzattone (preços):
- Mini (4 pedaços)    – R$ 19,00
- Média (6 pedaços) – R$ 29,00

Informações sobre a localização das pizzarias mais próximas: www.didio.com.br


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Oficina Brasil dá dicas para mulheres que vão viajar sozinhas neste fim de ano


    Cada vez mais aumenta o número de mulheres que viajam sozinhas. E também é bastante comum as motoristas não terem as orientações adequadas para a checagem de itens e detalhes que podem fazer toda a diferença para a segurança do automóvel nas estradas.
    Especializada no atendimento a mulheres, com instalações apropriadas, que incluem sala de espera climatizada, com TV, DVD, mini biblioteca e cyber café, além de profissionais preparados para fornecer informações necessárias sobre o automóvel, de maneira simplificada, a Oficina Brasil - rede de franquias de serviços automotivos com mais de 50 lojas espalhadas pelo país – preparou algumas dicas básicas e preventivas para as mulheres se prepararem para as viagens de carro.

Quem dá as dicas é Antonio Cesar Costa, especialista e consultor técnico da Oficina Brasil:

  • O primeiro item a ser revisado antes de uma viagem são os pneus: “é importante checar se os pneus estão com desgaste irregular, calibragem, alinhamento e balanceamento em dia”, explica, e enfatiza a importância de levar o carro a um profissional: “o tráfego mais lento da cidade não deixa perceber o real estado dos pneus, e os problemas só aparecem em velocidades mais altas, ou seja, na estrada”.

  • A segunda coisa é verificar o sistema de freios: “os freios não se resumem a disco e pastilha, são várias peças envolvidas no funcionamento da frenagem, desde o pedal até o fluído de freio, que também merece atenção especial, pois precisa ser trocado pelo menos uma vez por ano”, enfatiza Antonio Cesar.

  • Alguns detalhes que parecem inofensivos também precisam estar na lista: jogo de palhetas (que devem estar em bom estado, pois do contrário perdem a propriedade), iluminação (verificar se não existem fusíveis queimados) e líquido do arrefecimento (mais conhecido como água do radiador).

De acordo com o Antônio César, é muito importante também as mulheres conhecerem o carro e suas especificações: “é imprescindível ler o manual do automóvel e saber onde ficam todos os acessórios, para saber como agir numa situação de emergência”, finaliza ele.
Para facilitar a vida corrida das mulheres, a Oficina Brasil ainda oferece a vantagem do horário estendido de atendimento. A maioria das lojas é localizada em estacionamentos e galerias de hipermercados e shopping centers e funciona de segunda a domingo, no mesmo horário de atendimento desses estabelecimentos.
Para saber quais são as unidades participantes das promoções e consultar o horário de atendimento, basta ligar para o SAC: 0800 019 9977


terça-feira, 3 de dezembro de 2013

43% das franquias não possuem nenhuma unidade própria

Pesquisa mostra que quase metade de todos os franqueadores existentes no país não se preocupa em operar unidades próprias para oferecer maior experiência aos franqueados

As unidades próprias de uma rede de franquia são aquelas operadas pelo próprio franqueador com a finalidade de testar constantemente novas tecnologias, produtos, serviços e sistemas que posteriormente são implantadas na rede franqueada para melhorar o desempenho do negócio. Mas uma recente pesquisa da Rizzo Franchise, que faz levantamentos dos números do Franchising em toda a América Latina, apontou que 43% de todos os franqueadores brasileiros não têm sequer 1 unidade própria.
“Isso acontece muito com franquias que vieram da indústria e, antes mesmo de testar o varejo, os proprietários já iniciam a venda da franquia, o que é muito perigoso para quem deseja abrir o próprio negócio, pois na franquia, o que se compra é a experiência do franqueador na operação desse varejo”, explica Marcus Rizzo, consultor e especialista da Rizzo Franchise e autor da pesquisa.




Os setores do Franchising que apresentam franquias que possuem 3 ou mais unidades próprias estão o setor de Acessórios Pessoais, Alimentação Fast Food e Vestuário.
    A Dídio Pizza, franquia de fast food de pizzas delivery é um exemplo de rede que faz questão de manter unidades próprias para testar continuamente novos produtos e métodos que podem melhorar o desempenho do franqueado. A rede possui hoje 20 lojas franqueadas e 3 próprias, em diferentes estágios de evolução. “Nossas 3 lojas próprias estão em fases diferentes de maturação. Uma delas, a mais antiga, já tem 20 anos. A segunda tem 4 anos de existência e a terceira apenas 1 ano de vida. Fazemos isso para testar diferentes melhorias em lojas de diferentes estágios”, explica Elídio Biazini, proprietário da rede Dídio Pizza.
    Já os setores que mais reúnem franquias que não possuem nenhuma unidade própria são: Automotivo, Alimentação Varejo, Entretenimento, Equipamentos, Esporte & Lazer e Telefonia.