terça-feira, 28 de maio de 2013

Credfácil e BagNews são opções de microfranquias, uma das tendências da ABF Franchising Expo 2013


Com investimento a partir de R$25mil, o novo franqueado pode escolher entre a área de crédito ou as mídias regionais

Uma das principais tendências da ABF FRANCHISING EXPO 2013 são as microfranquias. Investimento baixo e retorno rápido é o que prometem os negócios que podem ser adquiridos a partir do valor de um carro popular.  Na feira, que tem início no dia 12 de junho, a CredFácil – primeira rede de franquias de crédito do país – e a BagNews – primeira  franquia de publicidade em embalagens – levam para os estandes do ExpoCenter Norte duas opções de negócios que tem investimento a partir de R$25mil e focam empreendedores jovens e inventivos.

A CredFácil – primeira rede de franquias de crédito do país – participa pela terceira vez da Feira ABF e traz uma novidade voltada para o interior do Brasil, um novo modelo de negócio com unidades com investimento a partir de R$25mil.  Com o aumento do poder aquisitivo da classe C e da população da terceira idade, que já recorre ao crédito consignado com mais segurança,  a CredFácil tem sido uma boa oportunidade para quem deseja abrir um negócio próprio ajudando a população de renda mais baixa a viabilizar o sonho do crédito pessoal para uma série de financiamentos ou mesmo pagamento de dívidas.

Com 80 unidades espalhadas por 12 Estados brasileiros, a rede tem mantido um crescimento constante de 20 novas lojas a cada ano, desde 2010. Em 2013, a rede inaugura, só no primeiro trimestre, 13 novas lojas e abre suas primeiras unidades nos Estados do Maranhão, Bahia e Distrito Federal.  Além dos créditos pessoais, consignado, crédito para servidores públicos e diversos tipos de financiamento, dois serviços da CredFácil têm traído bastante o público: o refinanciamento de imóveis, que não é feito pela maioria das empresas de crédito independentes e o financiamento de automóveis e equipamentos, incluindo máquinas agrícolas.

 Uma outra vantagem da CredFácil é a pequena estrutura que o franqueado precisa ter para começar a trabalhar, sem precisar investir alto em uma loja. As lojas possuem 3 guichês de atendimento e mobiliário simples, tudo cedido pelo próprio franqueador, que entrega a loja quando a loja é montada e pronta para começar a trabalhar. E todas usufruem de um suporte tecnológico, que funciona no Paraná e atende todos os franqueados e funcionários das lojas em tempo real.

Pela primeira vez na ABF FRANCHISING EXPO, a BagNews – primeira  franquia de publicidade em embalagens – leva para o evento novos produtos, além da sua tradicional e com patente requerida sacola com anúncios, outras opções como as caixas de pizzas e sacos de pão. No estande da rede, os visitantes também poderão conhecer a BagNews como uma opção de microfranquia home based de alta lucratividade e baixo investimento.

Ganhar dinheiro com uma franquia de baixo investimento, trabalhando em casa e ainda com um produto ecologicamente correto, que contribui para a sustentabilidade do planeta. Esta é a proposta da BAGNEWS, uma franquia de publicidade em embalagens, como sacolas e sacos recicláveis para jovens de 18 a 25 anos, que possuem iniciativa, desejam ter uma renda para ajudar nos custos dos estudos ou querem iniciar uma carreira já como donos do próprio negócio.

Com um investimento a partir de R$ 25 mil, o jovem pode iniciar seu negócio sem a necessidade de ponto comercial ou qualquer outra despesa para ter sua própria agência que comercializa anúncios em embalagens para empresas que procuram uma mídia alternativa e regional e distribui gratuitamente as sacolas e sacos em estabelecimentos comerciais de sua área de atuação (como bancas de jornais, livrarias, pet shops, lojas de conveniência, padarias, etc.). Os comerciantes, por sua vez, ganham embalagens para distribuir seus produtos ao consumidor final, que fica feliz com a iniciativa da sacola sustentável e tem uma série de opções de consumo através dos produtos e serviços que são anunciados na embalagem.

Com um faturamento que gira em torno de R$ 18 mil ao mês e uma rentabilidade de 35%, os franqueados da BAGNEWS são isentos de Royalties nos primeiros 3 meses de operação, além de não pagarem Taxa de Propaganda, o que também aumenta o ganho mensal.  Com 26 unidades espalhadas por diversas cidades e 1 unidade em Sydney, na Austrália, a BAGNEWS acredita que dará um salta na expansão no ano de 2013, com a saída novamente das sacolas plásticas do mercado. “Pretendemos abrir 50 franquias este ano e ainda ajudar muita gente”, completa Salvatore.


BAGNEWS – FICHA TÉCNICA
Investimento total: R$ 25 mil (já incluída a Taxa de Franquia)
Taxa de Franquia: R$ 12 mil
Taxa de Royalties:
Primeiros 3 meses: isenta
Do 4º ao 6º mês: R$ 350,00
Do 7º mês em diante: R$ 600,00
Capital de Giro: R$ 3 mil
Faturamento médio mensal: R$ 18 mil
Lucratividade do Franqueado: 35%
Prazo de Retorno do investimento: 12 meses
Tempo de contrato: 5 anos


CREDFÁCIL – FICHA TÉCNICA
Investimento total:
R$ 120 mil – para capitais
R$  89 mil para cidades acima de 100 mil habitantes
R$  79 mil para cidades de até 100 mil habitantes
R$  35 mil para cidades de até 20 mil habitantes.
Taxa de Franquia:
R$ 110 mil – para capitais
R$  79 mil para cidades acima de 100 mil habitantes
R$  69 mil para cidades de até 100 mil habitantes
R$  25 mil para cidades de até 20 mil habitantes.
Taxa de Royalties: R$ 1.000,00 pagos pelo franqueado e de 2% a 3% repassado à franqueadora diretamente pelos bancos
Taxa de propaganda: Não cobra
Capital de Giro: R$ 50 mil
Faturamento médio mensal: R$ 200 mil
Lucratividade do Franqueado: 12%
Prazo de Retorno do investimento: 12 a 18 meses
Número de funcionários por loja: 4
Tempo de contrato: 5 anos
Informações sobre a franquia: www.franquiascredfacil.com.br
Email: expansão@franquiascredfacil.com.br


 

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Mais de 1.300 pessoas abriram franquias do setor de Saúde & Beleza em 2012

Setor do Franchising foi um dos que mais cresceram no ano passado, gerando mais de 9 mil novos empregos diretos

A RIZZO FRANCHISE – maior empresa de pesquisas sobre o mercado de Franchising da América Latina acaba de divulgar o desempenho do setor de Saúde & Beleza nas franquias no ano de 2012: mais de 1.300 pessoas aderiram a este setor no ano passado com a compra de uma franquia da área de Saúde & Beleza.
A pesquisa também apontou que setor gerou 9.150 novos empregos diretos em 2012 e o faturamento gerado pelas franquias de Saúde & Beleza cresceu quase 8% em relação a 2011. Novas franquias de Saúde & Beleza também foram lançadas em 2012: 26 novas empresas  começaram a expandir por meio do Franchising neste setor e as franquias que já estão expandindo há algum tempo estão apresentando grandes desempenhos de um ano para cá.
É o caso, por exemplo, da Contém1g Make-up – rede de franquias de maquiagens, que prevê um crescimento de 25% no faturamento, chegando a 200 lojas até o final do ano, principalmente em cidades potenciais acima de 150 mil habitantes no interior de diversos Estados brasileiros. A empresa atende cerca de 200 mil clientes por mês, gera atualmente 1.250 empregos em todo o Brasil e deve fechar o ano de 2013 com um faturamento de R$ 190 milhões . “Devido ao aumento do poder aquisitivo do brasileiro, as mulheres estão se cuidando cada vez mais e adquirindo produtos de primeira linha, que satisfaçam cada mais seus anseios”, explica Joelma Francisco, gerente sênior de Expansão da Contém1g Make-up.
    E não são somente as franquias de produtos deste setor que estão acelerando a expansão este ano. As franquias de serviços de Saúde & Beleza também estão com as vendas aquecidas e prontas para faturar ainda mais. Um exemplo é a UAU! Hair Studio, franquia de salões de beleza, que vem apostando na expansão da rede para mulheres que desejam ter o próprio negócio. A partir de R$ 130 mil é possível adquirir um salão de beleza que já vem todo montado, equipado e com funcionários reinados, pronto para começar a trabalhar. “Sem dúvida alguma, abrir um negócio do setor de Saúde & Beleza é ter sucesso na certa, já que é um dos segmentos que mais crescem no mundo”, declara Lúcio Rodrigues, proprietário da UAU! Hair Studio.

Balanço do setor:

RECEITA GERADA EM 2012: R$ 10.656 bilhões
RECEITA GERADA EM 2011: R$ 9.886 bilhões
Crescimento de 8% em 2012

TOTAL DE EMPREGOS EM 2012: 154.879
TOTAL DE EMPREGOS EM 2011: 145.729
Empregos gerados em 2012: 9.150

TOTAL DE FRANQUEADOS EM 2012: 19.108
TOTAL DE FRANQUEADOS EM 2011: 17.744
Novos franqueados em 2012: 1.364

TOTAL DE FRANQUEADORES EM 2012: 344
TOTAL DE FRANQUEADORES EM 2011: 318
Novos franqueadores em 2012: 26


Ficha técnica - CONTÉM1G MAKE-UP:
Investimento (loja) R$ 390 mil (fora o ponto e capital de giro)
Investimento (quiosque): R$ 205mil (fora o capital de giro)
Taxa de franquia: R$ 30 mil (loja) e R$ 15 mil (quiosque)
Taxa de Royalties: 20% já incluídos no valor do produto para ambos (loja e quiosque)
Taxa de Propaganda: 3% sobre o faturamento bruto (loja e quiosque)
Faturamento médio mensal: R$ 70 mil (loja) e R$ 40 mil (quiosque)
Lucratividade: 12 a 20% (loja e quiosque)
Retorno do investimento: 24 a 36 meses (loja e quiosque)
Informações: www.contem1g.com.br

Ficha técnica – UAU! HAIR STUDIO
Investimento total: R$ 130 mil (já inclusa a Taxa de Franquia)
Taxa de Franquia: R$ 40 mil
Capital de Giro: R$ 20 mil
Taxa de Royalties: 7% sobre o faturamento bruto
Taxa de Propaganda: 2% sobre o faturamento bruto
Faturamento médio mensal: R$ 60 mil
Lucratividade: 18%
Número de funcionários: 12
Retorno do investimento: 19 meses
Informações sobre a franquia: www.uauhairstudio.com.br


terça-feira, 21 de maio de 2013

Rodízio aumenta vida útil de pneus e garante economia para o motorista

Consultor da Oficina Brasil ensina a fazer o rodízio e explica diferença entre pneus

Todo mundo já ouviu falar do rodízio de pneus, mas poucos sabem como fazer corretamente e os problemas que podem se arrumar quando o rodízio é feito de forma errada.  Antonio Cesar Costa, consultor da Oficina Brasil – maior rede de franquias de serviços automotivos – tira as duvidas e ensina como fazer  esse rodízio que visa equalizar o desgaste dos pneus e com isso aumentar sua vida útil.

O remanejamento dos pneus no carro é indicado pois, os compostos não se desgastam de forma uniforme.  Devido a maioria dos carros ser tracionada pela dianteira, os pneus da frente tendem a desgastar mais rápido que os traseiros, pois além da força de tração também são eles que direcionam o carro para os lados.

Inverter as posições ajuda a equilibrar o desgaste. Conforme Antonio Cesar, O rodízio de pneus deverá ser feito pelo menos a cada 10mil km. Mas, só inverter as posições não é o suficiente, no momento do rodízio deverão também ser verificados o balanceamento e o alinhamento, contribuindo assim para a preservação dos pneus.

O rodízio deverá seguir uma regra muito simples. Nos carros com tração dianteira, que são a grande maioria no mercado atual, os pneus traseiros deverão ir para a roda dianteira sem mudar o lado, já os dianteiros deverão ir para a traseira no sentido cruzado, ou seja, o dianteiro direito irá para a traseira esquerda e o dianteiro esquerdo para a traseira direita. Nos veículos com tração traseira, são os pneus da traseira que deverão ser cruzados quando vierem para frente.

Mas fique atento, pois nem todos os pneus são iguais. “A exceção dessa regra é somente para os pneus unidirecionais, o que obriga a mudança de lado para manter-se o sentido de rodagem. No mercado existem pneus multidirecionais e unidirecionais. Os multidirecionais podem rodar em qualquer sentido, já os unidirecionais só podem rodar em um único sentido”, explica o consultor.

 Saiba mais sobre a Oficina Brasil

A Oficina Brasil possui 54 unidades espalhadas em diversas regiões é especializada em manutenção de todos os itens da parte de baixo do automóvel (escapamentos, amortecedores, freios, alinhamento e balanceamento, sistema de ar, injeção eletrônica, arrefecimento, suspensão, direção, pneus, troca de óleo, etc.) e dispõe em suas unidades de um ambiente de oficina diferenciado, com recepção climatizada, cyber café, espaço para leitura com mini-biblioteca e TV com programação variada e filmes. O objetivo é oferecer aos clientes momentos de descontração durante a espera pelo reparo do automóvel.

Para agendar uma revisão gratuita, basta ligar para 0800 19 9977 ou acessar: www.redeoficinabrasil.com.br





segunda-feira, 20 de maio de 2013

Setor de Fast Food ganha mais de mil franqueados em 2012

Franquias de Alimentação se beneficiam do bom momento deste setor e dão salto no crescimento

A RIZZO FRANCHISE – maior empresa de pesquisas sobre o mercado de Franchising da América Latina acaba de divulgar o desempenho do setor de Fast Food nas franquias no ano de 2012: mais de mil pessoas aderiram a este setor no ano passado com a compra de uma franquia da área de Alimentação/fast Food.
A pesquisa também apontou que setor gerou 9.442 novos empregos diretos em 2012 e o faturamento gerado pelas franquias de fast food cresceu 8,70% em relação a 2011. Novas franquias de fast food também foram lançadas em 2012: 26 novas empresas  começaram a expandir por meio do Franchising neste setor e as franquias que já estão expandindo há algum tempo estão apresentando grandes desempenhos de um ano para cá.
É o caso, por exemplo, da Dídio Pizza – rede de franquias de pizzarias delivery, que saltou de um faturamento de R$ 11 milhões em 2011 para R$ 14 milhões em 2012, ano em que começou a sair da capital paulista e abrir lojas na Grande São Paulo e no interior do Estado. Hoje, com 22 lojas, conseguiu diminuir em média 5% os gastos dos franqueados com a compra de insumos e matéria-prima para a confecção de pizzas, graças a um acordo feito pela franqueadora com todos os fornecedores. “Hoje, os franqueados fazem compra diretamente de um site, com preços bem abaixo dos reajustes para os itens alimentícios que os supermercados apresentam”, explica Elídio Biazini, proprietário da Dídio Pizza.
Este ano, a empresa tem a meta de venda de 1.650 pizzas por dia (600 mil pizzas durante o ano) em sua rede, que espera chegar a 33 lojas até o final deste ano. “Nosso crescimento em vendas chegará a 75%, um resultado nunca antes alcançado em nossa rede”, comenta Elídio Biazini, proprietário da Dídio Pizza.
A expansão continua por toda a cidade de São Paulo e interior. Depois parte para a venda de franquias em Minas Gerais e Rio de Janeiro, chegando a 325 lojas em 10 anos.

Balanço do setor:

RECEITA GERADA EM 2012: R$ 8.311 bilhões
RECEITA GERADA EM 2011: R$ 7.646 bilhões
Crescimento de 8,70% em 2012

TOTAL DE EMPREGOS EM 2012: 140.797
TOTAL DE EMPREGOS EM 2011: 131.355
Empregos gerados em 2012: 9.442

TOTAL DE FRANQUEADOS EM 2012: 12.189
TOTAL DE FRANQUEADOS EM 2011: 11.112
Novos franqueados em 2012: 1.077

TOTAL DE FRANQUEADORES EM 2012: 354
TOTAL DE FRANQUEADORES EM 2011: 328
Novos franqueadores em 2012: 26
FICHA TÉCNICA DA FRANQUIA
- Investimento inicial: R$ 280 mil
- Capital de Giro (incluso no investimento inicial): R$ 20 mil
- Taxa de franquia (inclusa no investimento inicial): R$ 40 mil
- Taxa de royalties 5% sobre Faturamento Bruto
- Taxa de Propaganda: 2% sobre Faturamento Bruto
- Faturamento médio mensal de uma loja: R$ 70 mil no primeiro ano
- Metragem mínima de uma loja: 85m²
- Lucratividade do franqueado: Média de 12%
- Retorno do investimento: 2 ano e 3 meses
- Número de funcionários por loja: 25 funcionários (quando a loja já está consolidada)
- Tempo de contrato: 4 anos

Mais informações: www.didio.com.br



quinta-feira, 16 de maio de 2013

Franquias do Setor Automotivo geram mais de 25 mil empregos diretos em 2012

A RIZZO FRANCHISE – maior empresa de pesquisas sobre o mercado de Franchising da América Latina acaba de divulgar o desempenho do setor Automotivo nas franquias no ano de 2012: mais de 25 mil novos empregos diretos foram gerados em diversos varejos de prestação de serviços em todo o país.
A pesquisa também apontou que o crescimento do faturamento gerado pelas franquias de serviços em 2012 foi de R$ 7 bilhões em relação ao faturamento de 2011. No ano passado, 1.743 novos franqueados iniciaram seus negócios neste setor e 6 novas empresas franqueadoras automotivas surgiram no mercado.
O grande crescimento do setor tem impulsionado empreendedores a escolher uma franquia automotiva, justamente pla grande demanda existente por serviços automotivos, que é proporcional ao crescimento da frote de veículos no país.
A OFICINA BRASIL – maior rede de franquias de oficinas de reparos rápidos de automóveis - possui 54 unidades e vai abrir mais 12 franquias este ano, principalmente nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Especializada na instalação de oficinas mecânicas dentro de estacionamentos de hipermercados e shopping centers, este ano também vai partir para a abertura de novas unidades de rua, aumentando, assim, a visibilidade da marca junto ao consumidor. Especializada em manutenção de todos os itens da parte de baixo do automóvel, e dispõe em suas unidades de um ambiente de oficina diferenciado, com recepção climatizada, cyber café, espaço para leitura com mini-biblioteca e TV com programação variada e filmes.  A Oficina Brasil faturou R$ 70 milhões em 2012 e a previsão é de 15% de crescimento para este ano.
“Depois do setor de Alimentação Fast Food, o setor Automotivo é o que mais emprega pessoas no Franchising, explica Marcus Rizzo, especialista da Rizzo Franchise.

Balanço do setor – Automotivo:

RECEITA GERADA EM 2012: R$ 151 bilhões
RECEITA GERADA EM 2011: R$ 143,6 bilhões
Crescimento de 7 bilhões em 2012

TOTAL DE EMPREGOS EM 2012: 616.064
TOTAL DE EMPREGOS EM 2011: 590.884
Empregos gerados em 2012: 25.180

TOTAL DE FRANQUEADOS EM 2012: 37.891
TOTAL DE FRANQUEADOS EM 2011: 36.148
Novos franqueados em 2012: 1.743

TOTAL DE FRANQUEADORES EM 2012: 142
TOTAL DE FRANQUEADORES EM 2011: 136
Novos franqueadores em 2012: 6

Informações sobre a franquia da Oficina Brasil:
www.redeoficinabrasil.com.br


quarta-feira, 15 de maio de 2013

Aula prática - curso de pizzaiolo

Dídio Pizza em parceria com Prefeitura de São Paulo oferece curso gratuito de pizzaiolos

Mais de 600 pizzaiolos já foram formados e as inscrições para a sexta turma de 2013 que acontece no CAT São Mateus abrem no dia 5 de junho

Novos Pizzaiolos estão saindo do forno em São Paulo. A quarta turma 2013 do curso gratuito de pizzaiolos oferecido através de uma parceria entre a Dídio Pizza (rede de pizzarias delivery) e a Semdet (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho) tem sua aula prática marcada para a próxima sexta-feira, dia 17. A iniciativa já formou mais de 600 pizzaiolos e vagas novas são abertas todos os meses.

A quinta turma de 2013 começou as atividades no dia 13 com as aulas teóricas ministradas na unidade do CAT (Centro de Apoio ao Trabalhador) do bairro Itaquera (Rua Gregório Ramalho, 12
das 7h às 18h de segunda a sexta-feira) e no dia 17 de maio será a vez da aula prática na unidade da Lapa da Dídio Pizza (Rua Tito, 1274). Na aula prática poderão ser realizadas imagens como manuseio de alimentos, separação de ingredientes, preparo das pizzas e degustação.

O curso forma trabalhadores para pizzarias com possibilidade de contratação na própria rede Dídio Pizza. A primeira parte do curso ensina boas práticas de manipulação de alimentos, vigilância sanitária, higiene pessoal e ambiental, controle de pragas, compras, recebimento e armazenamento, além de regras de segurança do trabalho. A segunda parte, já na cozinha da Dídio Pizza, vai levar os alunos que tiverem 100% de assiduidade e aproveitamento na fase teórica para, literalmente, colocar a mão na massa e preparar pizzas variadas, aplicando os conceitos que aprenderam.

Os critérios continuam os mesmo para que o aluno passe para a etapa prática do curso, como:
•    Assiduidade e pontualidade em todos os dias do treinamento teórico;
•    Não possuir experiência anterior em cozinhas de pizzarias;
•    Estar fora do mercado de trabalho;

Segundo a nutricionista responsável pelo curso, Adriana Rios, a formação é completa: “quem fizer o curso vai sair sabendo como deve se portar em uma cozinha profissional de pizzarias”, explica. , para que os jovens possam entrar no mercado de trabalho e conseguir uma vaga em uma das mais de 4 mil pizzarias existentes na cidade de São Paulo, que só perde para Nova Iorque no consumo de pizzas.

A Dídio Pizza possui 20 anos de existência no mercado paulistano e é conhecida pelas pizzas com o dobro de recheio das demais do mercado. Com 22 unidades em funcionamento, a rede agora parte para a abertura de lojas no interior paulista e continua sua expansão em diversos bairros de São Paulo com a venda de franquias. A rede é famosa por oferecer suas pizzas com o dobro de recheio, se comparadas às outras pizzarias, e em sabores inusitados, como a de Abobrinha na massa 100% integral, a de Mousse de Maracujá, além da premiada Marguerita com Pepperone.

O CAT, da Semdet, possui 31 postos (fixos e móveis) onde o cidadão paulistano pode encontrar o emprego que procura. Com o curso da Didio Pizza, o profissional terá um instrumento a mais na hora em que procurar uma oportunidade de trabalho no CAT. Aqueles que se destacaram no curso poderão também ser aproveitados pela própria rede, porém, todos os alunos participantes já saem
treinados para atuar em uma cozinha profissional de pizzarias, aptos a trabalhar em qualquer uma das mais de 4 mil existentes na cidade.

Atenção Jornalistas! Os responsáveis pelo curso estarão disponíveis para entrevista.
 A aula prática pode ser gravada e fotografada para sua matéria. Entre em contato conosco e agendamos entrevistas e gravações para sua equipe.

CURSO GRATUITO DE PIZZAIOLOS – Dídio Pizza e CAT (Prefeitura de São Paulo)
Maio: de 13 a 16/05 - parte teórica no CAT Itaquera (Rua Gregório Ramalho, 12
das 7h às 18h de segunda a sexta-feira) e no dia 17- parte prática na Dídio Pizza (unidade da Lapa – Rua Tito, 1274) das 9h às 12h

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Franquias do setor de Negócios & Serviços geram mais de 7 mil empregos diretos em 2012

A RIZZO FRANCHISE – maior empresa de pesquisas sobre o mercado de Franchising da América Latina acaba de divulgar o desempenho do setor de Negócios & Serviços nas franquias no ano de 2012: mais de 7 mil novos empregos diretos foram gerados em diversos varejos de prestação de serviços em todo o país.
A pesquisa também apontou que 1.196 novos empreendedores aderiram a este tipo de franquia no ano passado e o faturamento gerado pelas franquias de serviços foi de R$ 2,7 bilhões em relação a 2011. Novas franquias de Negócios & Serviços também foram lançadas em 2012: 12 novas empresas  começaram a expandir por meio do Franchising neste setor.
O grande crescimento do setor tem impulsionado empreendedores a escolher uma franquia de serviço, ao invés dos altos investimentos das franquias que vendem produtos ao consumidor. Isso porque, em quase todas as franquias de produtos, é fundamental ter um ponto comercial de boa visibilidade, funcionários, equipamentos – fatores cujo investimento dificilmente fica menor do que R$ 200 mil.
A ERA – Expense Reduction Analysts, por exemplo, é uma franquia de consultoria de redução de gastos para empresas, onde os franqueados podem prestar serviços sem a necessidade de um ponto comercial. “A maioria trabalha em casa e faz seu próprio horário, sem a necessidade de ter que abrir a empresa nos fins de semana, como é comum nas franquias de varejo”, explica Fernando Macedo, Master franqueado da rede inglesa no Brasil, que está em plena expansão nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e toda a Região Sul do País. 
Um outro exemplo de franquia do setor de Negócios & Serviços, típica para jovens que desejam ter o próprio negócio, é a BagNews - uma franquia de publicidade em embalagens ecologicamente corretas, como sacolas, sacos de pão e caixas de pizza. Após o treinamento da franqueadora, os franqueados estão aptos a venderem publicidade através de anúncios nas embalagens, que por sua vez são distribuídas gratuitamente no comércio de sua região para que os comerciantes entreguem seus produtos ao consumidor. “A franquia é uma excelente alternativa, não só para o franqueado, que vai trabalhar em casa sem nenhum custo fixo, como para os anunciantes, que têm nas embalagens uma alternativa de mídia regional e de baixo custo, se comparada à mídia em jornais e revistas de bairro”, explica Salvatore Privitera, proprietário da BagNews, que tem o plano de expansão aberto para todo o Brasil.
 “Este setor tem aberto muitas franquias porque são oportunidades de negócio para quem deseja abrir uma franquia, mas não se identifica com as franquias típicas de varejo, como Alimentação, Vestuário e outras”, afirma o especialista Marcus Rizzo, autor da pesquisa, que aponta um crescimento de 9,3% para 2013..

Balanço do setor – Negócios & Serviços:

RECEITA GERADA EM 2012: R$ 40.729 bilhões
RECEITA GERADA EM 2011: R$ 38.029 bilhões
Crescimento de 2,7 bilhões em 2012

TOTAL DE EMPREGOS EM 2012: 104.701
TOTAL DE EMPREGOS EM 2011: 97.668
Empregos gerados em 2012: 7.033

TOTAL DE FRANQUEADOS EM 2012: 16.245
TOTAL DE FRANQUEADOS EM 2011: 15.049
Novos franqueados em 2012: 1.196

TOTAL DE FRANQUEADORES EM 2012: 186
TOTAL DE FRANQUEADORES EM 2011: 174
Novos franqueadores em 2012: 12

Informações sobre a franquia da ERA – Expense Reduction Analysts:
www.expensereduction.com

Infrormações sobre a franquia da BagNews:
www.bagnews.com.br


quarta-feira, 8 de maio de 2013

Mulheres aderem a franquias típicas para homens

Franquias financeiras e automotivas estão senda cada vez mais opções de mulheres que escolhem ter o próprio negócio

Valéria Aquino tem 42 anos e duas décadas de carreira administrativa numa empresa de eletroeletrônicos. Sua vida mudou radicalmente ao escolher uma franquia de serviços automotivos que faz reparos rápidos em automóveis. Ela contou que até ser franqueada de 3 lojas da OFICINA BRASIL – maior rede de oficinas de reparos na parte de baixo do automóvel do país – ela só tinha contato com oficinas mecânicas quando levava o carro para consertar. “No início tive que aprender a lidar com um cliente especializado que é o de oficina. O treinamento foi muito importante e com o tempo fui me familiarizando com tudo. Aprendi sobre peças e sobre os serviços e hoje já me defendo bem nessa parte”, conta Valéria. A dedicação e a força de vontade foram essenciais para que o negócio desse certo e 3 meses depois de abrir a primeira loja próximo ao Aeroporto de Congonhas, Valéria investiu em mais uma unidade em São Paulo. Dois anos depois, já tinha a terceira loja. Sobre como ser uma mulher no comando de um ambiente tipicamente masculino, Valéria conta que só vê vantagens. “Desde o início, os mecânicos sempre foram respeitosos comigo e, apesar das oficinas serem, em sua maioria, ambientes de trabalho onde se fala alto e a linguagem normalmente é mais chula, nas minhas unidades isso não acontece e tudo é bem organizado”, completa.

Uma loja de crédito, que trabalha exclusivamente com produtos financeiros, também nunca foi a preferência de mulheres que desejam ter o próprio negócio, mas não é o que vem acontecendo na CREDFÁCIL – maior rede de franquias de crédito do país, que possui 80 unidades, 11 delas com mulheres no comando.  Um dos exemplos é Silviani do Amaral, de 39 anos, franqueada da unidade de São Luís, no Maranhão. Advogada por formação, ela trabalhou 17 anos como gerente de banco, até resolver ter a sua própria loja para conceder créditos, inclusive para a compra de maquinários, onde o público é tipicamente masculino. “A mulher tem que fazer tudo o que um homem faz e mais um pouco para mostrar seu valor e impor respeito para manter o cargo”.  Silviani tem 7 funcionários em sua franquia e apenas um é homem. “As mulheres são mais comprometidas no que fazem, principalmente se já tiverem filhos. Quando meus clientes do sexo masculino entram em minha loja e desconfiam de nossa competência para falar de números, rapidamente mostramos nosso conhecimento e a situação se reverte na mesma hora”, explica ela.

Segundo uma pesquisa realizada pela RIZZO FRANCHISE – maior empresa de pesquisas sobre o mercado de Franchising da América Latina, o faturamento de franquias lideradas por mulheres apresentaram aumento de até 32% a mais do que o faturamento de lojas que são gerenciados por homens. Segundo ainda a Rizzo Franchise, 1.558.000 pessoas efetivamente procuraram uma franquia em 2012 – 44% delas, mulheres de diversas faixas etárias. De acordo com o especialista Marcus Rizzo, “as mulheres possuem desempenho maior nas franquias do que os homens, porque elas se adaptam melhor aos padrões, são mais organizadas e possuem maior estabilidade com a equipe de funcionários, gerando, assim, menor rotatividade de pessoal”.


Franquia de salões de beleza oferece cursos gratuitos de cabeleireiro e manicure para o primeiro emprego

Para contribuir com o mercado de trabalho no setor de Saúde & Beleza, um dos mais escassos em mão de obra qualificada, a franquia UAU Hair Studio de salões de beleza resolveu montar uma grande estrutura de cursos profissionais para formar gratuitamente pessoas que desejam se tornar cabeleireiros, manicures ou atendentes em salões.
Batizada de UAU! University, o centro de treinamento funciona na Rua Direita, centro de São Paulo e foi totalmente estruturado para ser uma grande escola, com diversos cursos de turmas com até 14 alunos apenas para melhor aproveitamento. A partir de agora, jovens que desejarem ter uma profissão num mercado promissor como o de serviços de beleza ou profissionais que buscam uma maior qualificação, podem fazer um processo de seleção para se inscreverem nos seguintes cursos:
•    Básico de Cabeleireiro – são 240 horas em 3 meses, destinado a qualquer pessoa que seja aprovada em processo de seleção. Conteúdo: Tricologia (conhecimento dos fios, lavatório, tipos de escovas e tratamento capilar, Colorimetria (estrela de Oswald, aplicação de coloração, luzes, mechas, balayagens, californiana, cobertura de brancos), Corte (linhas básicas, reto, degrade, desfiado, três posições de franja, 3 cortes masculinos) e Química (mudança de forma, relaxamento, progressiva, definitiva).
•    Cabeleireiro Pleno – são 140 horas em 1 mês, para cabeleireiros com experiência de 18 meses e alunos do Curso Básico que estão no mínimo há 10 meses trabalhando em salões. Conteúdo: Apresentação do curso e atendimento ao cliente, Colorimetria Avançada I, Corte Avançado, Tricologia Avançada I e Penteado Básico.
•    Cabeleireiro Sênior – são 105 horas em 15 dias, para profissionais com nível avançado de conhecimento e experiência, que serão os responsáveis técnicos e terão sua “assinatura” nos serviços. Conteúdo: Apresentação do curso e atendimento ao cliente, Tricologia Avançada II, Colorimetria Avançada II e Visagismo.
•    Manicure – são 80 horas em 1 mês

•    Atendente de salões –  são 56 horas em 1 semana

Desde que foi lançado, no final do ano passado, a UAU! University já formou mais de 50 profissionais. “As pessoas chegam aqui sem experiência nenhuma e saem profissionais capacitados para trabalhar em nossas unidades ou em qualquer salão do país”, explica Lúcio Rodrigues, proprietário do UAU! Hair Studio.

UAU! University - Informações:
Tel.: 11 3101-0522
Endereço: Rua Direita, 191 – cj. 91 – Sé – São Paulo/SP

terça-feira, 7 de maio de 2013

Dídio Pizza conquista o Grande ABCD

Com 3 lojas e previsão de mais 6 até o início de 2014, Dídio Pizza expande na região e inaugura nova unidade em Santo André

Com 3 das suas 22 lojas na Região do  Grande ABCD, a Dídio Pizza – rede de franquias de pizzarias 100% delivery  - inaugura primeira loja em Santo André e prevê abertura de mais 6 unidades na região do ABCD.

O bom momento econômico posiciona a região do Grande ABCD em lugar de destaque nos planos de expansão das principais redes de franquias brasileiras. Um exemplo disso é a Dídio Pizza, que após se firmar como uma das principais redes de pizzaria delivery de São Paulo, expande para a região metropolitana com foco nas cidades do Grande ABCD. Hoje são duas lojas em São Caetano do Sul e, no ultimo mês, Santo André  ganhou a mais nova pizzaria da rede.

De acordo com Elidio Biazini, proprietário da rede de franquias, a região do Grande ABCD é garantia de bom negócio e até o final do ano uma nova loja deve ser inaugurada em São Bernardo do Campo, cidade apontada por Estudo da Rizzo Franchise como a 17ª melhor cidade do País para se instalar uma franquia. Além desta, outras cinco novas pizzarias estão previstas, incluindo uma em Diadema.

Localizada no Bairro Vila Bastos, a primeira Dídio Pizza de Santo André está sob o comando da nutricionista Carla Regina de Souza, que afirma que o segredo do sucesso é a divulgação gerada pelo bom atendimento dos clientes: “eles são os multiplicadores. Quando satisfeitos, contam para os amigos sobre a Dídio Pizza e é cada vez mais comum alguém chegar na pizzaria por intermédio de um bom comentário de um amigo”, conta a franqueada.

“Abrimos as portas no bairro Vila Bastos há pouco mais de um mês e a cada dia vendemos mais e mais e ficamos conhecidos na cidade. Há muito espaço para crescer em Santo André e estamos muito otimistas com essa primeira unidade da Dídio Pizza aqui. A cidade precisava de uma pizzaria como essa, padronizada e profissional”, diz Carla Regina de Souza, franqueada.

Saiba mais

A DÍDIO PIZZA tem uma meta bastante ousada para 2013: a venda de 1.650 pizzas por dia (600 mil pizzas durante o ano) em sua rede que hoje conta com 22 lojas e que chegará a 33 lojas até o final deste ano. “Nosso crescimento em vendas chegará a 75%, um resultado nunca antes alcançado em nossa rede”, comenta Elídio Biazini, proprietário da Dídio Pizza.

O ano de 2012 para a rede foi bastante significativo, segundo a direção da empresa. O faturamento saltou de R$ 11 milhões em 2011 para R$ 14 milhões e o número de clientes atendidos vem crescendo a cada dia. “Nossas lojas juntas atendem hoje 104 mil clientes ao mês e, desses, 57 mil são clientes fiéis e representam 80% do faturamento da rede”, explica Biazini.

Unidade Santo André - Vila Bastos
Praça Presidente Kennedy, 87 - Santo André - SP
Telefones: (0xx11) 4438-0606
Terça a Sábado das 18h às 23h30min Domingo das 18 às 23h
Área de Entrega VILA BASTOS • VILA GUIOMAR • JARDIM BELA VISTA • JARDIM

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Cresce demanda por crédito no país e lojas de crédito pessoal e consignado tem sido bom negócio para empresários

Credfácil abre duas unidades no Distrito Federal em menos de 2 meses

A procura dos consumidores por crédito no mês de março cresceu 11,3% na comparação com fevereiro, aponta a empresa de consultoria Serasa Experian. Na avaliação dos economistas da Serasa, o resultado positivo na comparação mensal e trimestral é justificado pelo recuo da inadimplência e pela manutenção de uma dinâmica favorável do mercado de trabalho.
De acordo com a pesquisa, os consumidores com menor renda mensal (até R$ 500) lideraram a busca por crédito em março, com alta de 6,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. Também apresentaram acréscimo de 1,8%, os que recebem entre R$ 500 e R$ 1 mil por mês.
De olho nesta demanda, as lojas de crédito, que são mini-agências bancárias que vendem empréstimos e financiamentos de vários bancos, oferecendo uma série de vantagens para os clientes, como juros mais baixos, estão apostando na expansão de suas redes. Uma delas é a CREDFÁCIL, maior rede de lojas de crédito do país, com 80 unidades, que acaba de 2 lojas no Distrito Federal – uma na Asa Norte, em Brasília e outra em Taguatinga. “A população da classe C tem recorrido ao crédito cada vez mais porque o poder aquisitivo aumentou e já é possível realizar sonhos que antes eram muito distantes da realidade”, explica André Oliveira, proprietário da rede Credfácil.
Localizada na rua Q SCRN 708/709, na Asa Norte, a nova loja da Credfácil oferece para a região um leque de produtos de crédito maior que o encontrado até então no mercado local. Quem está à frente da nova unidade são os jovens empresários Ladak Araujo e Evandro Melo, que com apenas 19 anos já sabiam que queriam investir em uma financeira.  Ao identificar a carência de serviços e produtos de crédito na região, o empreendedor não teve dúvidas em procurar a franquia. O bom momento econômico do país e as perspectivas de crescimento com eventos como a Copa do Mundo e Olimpíadas também estimularam os empresários a investir no setor.
    Quem também viu o potencial de mercado e possibilidade explorar esse filão no Distrito Federal foi Edivaldo Silva que, após trabalhar como gerente bancário por duas décadas, conhece bem o setor. Silva afirma que escolheu a CredFácil pelo potencial de crescimento da rede e também pela vasta gama de produtos que oferece. “Algo que nunca vimos aqui em Taguatinga. Há alguns concorrentes, mas eles não têm esse nível de desenvolvimento e profissionalização da CredFácil”, conta.
 A partir de agora, a população Brasília e Taguatinga podem contar com uma série de produtos para a melhoria de vida, tais como: Empréstimos consignados (aposentados, pensionistas e funcionários públicos), Empréstimos consignados privados (para empresas com mais de 100 funcionários), Financiamento e refinanciamento de veículos, Financiamento de equipamentos e máquinas agrícolas, Financiamento e refinanciamento de caminhões, Consórcio de imóveis e serviços, Crédito imobiliário, Capital de Giro (com garantia do imóvel), Crédito pessoal com cheque, além de outras opções.

CredFácil  - Taguatinga/DF.
Telefone: 61 3562-8210
Endereço: C 04,Lote 08 Loja,n°02

CredFácil  -  Brasília/DF
Telefone: 61 3045-6260 / 61 3037-6266
Endereço: Q SCRN 708/709,bLOCO A,LOJA,n°13 - ASA NORTE


sexta-feira, 3 de maio de 2013

Oficina Brasil ensina o que observar na hora de comprar um carro usado para não entrar em uma fria

Antonio César, consultor técnico da Oficina Brasil, revela truques capazes de identificar má conservação dos veículos

Comprar um carro usado sem analisar a conservação do veículo pode trazer muita dor de cabeça ao consumidor e ainda fazer com que a nova aquisição se torne um gasto alto. Pensando nisso, a rede Oficina Brasil, preparou dicas importantes, ditadas pelo consultor técnico, Antonio César, para evitar que incidentes como esses aconteçam. Segundo ele, os problemas com o motor são os que mais preocupam devido ao alto custo de reparação. Há sinais típicos que, se o motorista souber identificar, pode evitar entrar em uma roubada.

Vejam abaixo quais são eles e outras dicas importantes:

Sinais típicos
Fumaças: indicativo de queima de óleo, barulhos como rangidos ou algo batendo dentro do motor: evidenciam que existem peças gastas e que uma retífica será necessária; dificuldades para dar a partida, motor para de funcionar a toda hora (morre) ou o carro ao andar parece que está “amarrado” e não deslancha: isso pode acusar problemas na injeção eletrônica. Existem também os sinais que podemos ver como água do radiador muito suja com alto grau de ferrugem, vazamentos de óleo, pneus com desgaste muito irregular, por exemplo: gastos somente pelo lado de dentro ou de fora, com certeza indicam um veículo com problemas e mal conservado.

Faça uma visita ao mecânico
Se houver negativa por parte do vendedor em deixar que você leve o carro até um mecânico de confiança, desconfie. É imprescindível que o veículo passe por uma revisão para indicar se realmente está de acordo com o que o vendedor está falando e se vale o preço pedido.

Para ver se o carro já foi batido
Um ponto a ser observado para ver se o carro sofreu ou não alguma batida ou modificação é observar os encaixes do capô e tampa porta-malas com o resto veículo. Olhe os dois lados e veja se o “vão” entre eles é do mesmo tamanho e altura. 

Confira a quilometragem
Quem pretende comprar um veículo usado, atente primeiro pela  quilometragem percorrida. O normal é uma média de no máximo 15.000 km ao ano, assim um veículo de 2 anos deve ter no máximo rodado 30.000 km.

Peça documentação
A documentação é outro item importante que deve ser analisada com calma, principalmente multas anteriores a data da compra. Na dúvida, procure um despachante e peça para levantar a placa junto ao órgão competente.

Importante! Estado de conservação
O conjunto de pintura externa, acabamento interno, estado dos pneus, pode denunciar um veículo, que, por exemplo, sofreu alteração no hodômetro para tentar enganar futuros compradores.  É necessário prestar muito atenção em todos os detalhes para não ser enrolado por vendedores golpistas.

Desconfiar do preço
Ninguém dá nada de graça. Se um veículo esta com preço bem abaixo da tabela, desconfie, pode significar que o proprietário esta querendo se livrar de um problema.

Antes de fechar qualquer negócio, leve sempre o carro desejado ao seu mecânico de confiança.